Falta mais carinho com o Deivid





Gols decisivos. Jogador que mais tem gols do time no campeonato. Se é isso que faz a fama de um artilheiro, ele está bem. É ídolo do time que ele joga, porque além de ter feito gols importantes, é artilheiro do time onde joga. Incontestável. Mas isso não acontece com o Deivid no Flamengo. Ê gALLera exigente, essa tal de Nação.

Deivid chegou como salvador da pátria para um ataque que não existia depois da saída de Vagner Love e Adriano. E não foi bem. A impaciência da torcida, adquirida naquela época, dura até hoje. No campeonato brasileiro, são 15 gols em 29 jogos. Artilheiro do time até então. Marcou gols em jogos importantes como Santos e Cruzeiro (inclusive fazendo o gol da vitória no jogo em Minas). O que a torcida quer mais para tratá-lo com mais carinho?

Sempre achei que se o Deivid perdia tantos gols, e ganhou o apelido ridículo de cone por causa disso, é porque ele estava no lugar certo para fazê-los. Se não tivesse bom posicionamento, a bola simplesmente passaria e ninguém tocaria nela. Além do mais, coloca aí também o controle emocional. Por mais experiente que seja um jogador, ficar ouvindo vaias a maior parte de um jogo não deve ser legal. E se quando você toca na bola essas vaias aumentam, aí é que deve desistabilizar mesmo.

http://s.glbimg.com/es/ge/f/original/2011/10/02/renatoabreu-deivid-ae.jpg


Deivid é o jogador que temos para fazer gol. Os gols que precisaremos para sermos campeões sairão dos pés dele. E com a confiança que ele está, com o talneto que ele tem, tratá-lo com mais carinho só o fará bem. E consequentemente nos fará bem também!

Vamos apoiá-lo?



Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.