O Flamengo não joga sozinho!











Quando o Flamengo fez força para que o campeonato carioca fosse jogado depois de paralisado por causa da pandemia, o argumento de muita gente que era contra foi que o Flamengo não jogava sozinho. Segundo estes, não adiantaria de nada o Flamengo ter um protocolo de prevenção do COVID-19 se os adversários tivessem jogadores contaminados. Como é uma doença que tem um grande risco de contágio, o argumento era válido. A não ser que o adversário  tivesse o mesmo cuidado que o Flamengo estava tendo. Assim surgiu o protocolo da Federação de Futebol do Rio de Janeiro, que foi muito bom. O campeonato foi reiniciado sem força mas foi finalizado sem contágio entre os jogadores.

Quando a CBF decidiu reiniciar as atividades do futebol e datou para o início de agosto a primeira rodada do Brasileirão série A, campeonato que o Flamengo disputa, a minha confiança no protocolo que foi estabelecido da Federação do Rio com a ajuda do Flamengo e elogiado pela FIFA, entidade máxima do futebol mundial, era muito boa. Se cada etapa do protocolo que deu certo no Campeonato Carioca estivesse sendo seguida agora, a gente teria casos de times com jogadores afastados por COVID na véspera dos jogos?

Na primeira rodada, o São Paulo x Goiás foi adiado porque o Goiás teve vários jogadores testados positivos para COVID-19. Na segunda rodada, o adversário do Flamengo, o Atlético GO, teve 4 jogadores testados positivos. A CBF permitiu que esses jogadores estivessem à disposição do timo no jogo contra o Flamengo. O Atlético GO afirma que eles estão em reta final de contaminação, já cumpriram o protocolo de quarentena e "não têm mais o potencial de transmissão da doença". O Presidente da Comissão Médica da CBF afirma que não há risco.

Não vou bater de frente com gente tão especializada no assunto. Inclusive a CBF alterou seu protocolo médico e passou a testar todos os jogadores inscritos no campeonato (até o limite de 40 por time) e não apenas 23, como anteriormente. Também liberou os clubes para utilizarem outros laboratórios e hospitais para a realização de exames. Antes, tudo era concentrado no Einstein, em São Paulo. A esperança é que haja uma otimização nos resultados.

O Flamengo tem a sua própria estrutura de testagem do COVD-19. O clube levará uma máquina de testes rápidos para Covid, que custou R$ 100 mil, para todos os lugares. Todas as pessoas que precisem ter algum contato com os atletas serão testadas.

Já saiu na imprensa que o clube vai aumentar essa estrutura para dar maior segurança aos seus atletas e funcionários. Há empresa cuidado da verificação da instalação dos protocolos em hotéis, o uso em CTs fora do Rio será em horários poucos comuns, com tudo verificado antes. Os voos são fretados e o embarque e desembarque feitos em locais que não precisem circular muito para evitar o risco do contágio. Inclusive o técnico Domènec Torrent ficou bastante impressionado com a estrutura montada pelo Flamengo para o Brasileiro, e foi comparada por ele a dos grandes da Europa. Ele ficou bem satisfeito com a notícia de que todos os voos serão fretados, algo que é visto atualmente também como um um atrativo na hora de contratar reforços de peso.

No Flamengo, há toda uma preocupação com o entorno do jogador, desde as pessoas que lidam com eles, seja família, funcionários, prestadores de serviço. Tudo está sendo controlado para que não haja qualquer contaminação pelo vírus.

Porém, o campo de jogo é um ambiente que o Flamengo não pode controlar porque tem o adversário. Como Flamengo não joga sozinho, acaba dependendo  da competência dos outros para que os seus jogadores não sem contaminados.

Aguardemos as próximas rodadas mas se a CBF não conseguir estabelecer um protocolo que minimize os riscos, eu não sei se esse campeonato acabará em fevereiro, com 38 rodadas.

Saudações!



Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.