Qual foi a última derrota do Flamengo que você viu no estádio?



Dias desses, me peguei tentando lembrar a última derrota que vi do Flamengo dentro de um estádio, na arquibancada.  Se fosse a época que todo jogo tinha pré-jogo e pós-jogo, não teria muita dificuldade de lembrar. Mas, em setembro de 2017, data da última derrota que vi o Flamengo ter no estádio, láááá na Ilha do Urubu, já não tinha tanta assiduidade assim nas minhas escritas aqui no blog

Obviamente que não escreverei sobre aquele jogo mas um personagem dele voltou as páginas do Flamengo por esses dias. Sou capaz de lembrar do lance perfeitamente que o Muralha, no alto da sua prepotência e desrespeito com a torcida, tentou driblar o atacante do Santos e entregou o gol de bandeja. Pois bem Muralha ainda é jogador do Flamengo, com contrato terminando no fim do ano. o Flamengo foi uma mãe para ele, isso não se pode negar.

Aliás, ao lembrar dessa última derrota, passei o ano de 2018 todo sem ver derrota do Flamengo em estádio e o ano de 2019, perfeito, muito menos. A minha alegria dentro do estádio vem sendo contínua, graças a Jesus.

A pergunta está lançada: qual foi a última derrota do Flamengo que você viu no estádio? A minha foi em 2017, Flamengo x Santos - Brasileiro.

Saudações!

Quarentena, sua danada!


Final de 2019. Numa das últimas ligações do ano, mandei para o amigo: que em 2020, a gente tenha muito Flamengo. Quis o destino que, quase chegando em Abril, parece que a gente vive um mês de férias, mês que eu sofro pela ausência do Fla em campo, eterno. Aquele 3x0 pela Libertadores está tão longe que nem parece que foi outro dia. 

Hoje, eu completo 15 dias de quarentena. Nesses 15 dias, saí 2x pra ir ao mercado.  O trabalho em casa ajuda, obviamente. Estaria de toda boa se não fosse a quarentena de Flamengo. Que saudade absurda de ver o time jogando. Nem assistir jogos antigos, mesmo aqueles mais felizes, tira esse vazio de saudade. As vezes, no meio do dia, suspiro ao lembrar Bruno Henrique aprontando correria, Gabigol debochado comemorando mais um gol, Everton Ribeiro como regente do lindo show que o time afinado do Flamengo estava habituando a dar. Ah, quarentena, sua danada! 

Enquanto a vida não volta ao normal, vou matando essa saudade revendo nosso passado recente. Acha que sua vida está ruim, ficando em casa por causa de um vírus? Imagina o torcedor que, além da quarentena, não tem um ano de 2019 pra chamar de seu. 

Continue em casa, consuma o conteúdo do Mengão em redes sociais porque quanto mais quietos ficarmos, mais rápido tem Mengão! 

Acaba logo, quarentena de Mengão!


Gols importantes do Gabigol no Flamengo


Resultado de imagem para gabigol gol

Gabigol é artilheiro, ídolo e herói de título do Flamengo. A importância dele justifica todo o investimento que foi feito pelo Flamengo.

Separei os gols mais importantes (para mim, claro) dele nesse período no Flamengo e cada um tem a sua importância na minha vida, que inclui momento do jogo também.

Vamos a eles:

2 gols na final da Copa Libertadores 2019


Internacional x Flamengo - Brasileiro 2019


Flamengo x Santos - Brasileiro de 2019



Palmeiras x Flamengo - Brasileiro 2019



Flamengo x Gremio - Libertadores 2019


Vasco x Flamengo - Brasileiro 2019



Muito prazer, Thiago Maia!



Embora eu goste muito de assistir futebol, não consigo acompanhar todos os times. tenho uma admiração a quem consegue saber tido de futebol europeu, sul americano, jogador tal tem característica tal... Eu não consigo. E por não ter esse amplo domínio de tudo que acontece no mundo do futebol, mal me lembrava do Thiago Maia.

Por ser uma ignorante sob esse aspecto, quando anunciaram a contratação do meia, nem pude fazer maiores comentários. Embora a empolgação tenha sido enorme em redes sociais e até em grupos de whatsapp, não pude acompanhar a galera nisso por não conhecer mesmo. Escrevi isso quando o Thiago Maia chegou ao Flamengo.

Quando o Arão foi expulso na final da Recopa no Maracanã e o Thiago Maia entrou no lugar do Pedro para recompor o meio de campo, parecia que jogava no Flamengo há muitos anos. Com leveza e concentração, ele não só deu conta do recado como teve uma atuação muito boa. Mas o que ele jogou contra o Barcelona de Guayaquil foi brincadeira. Para mim, foi fácil o melhor em campo.

Thiago tem uma movimentação e posicionamento bem interessantes para o tipo de jogo que o Flamengo desenvolve. Como ele tem um bom passe, consegue fazer a transição da defesa para os meias de uma maneira eficiente e rápida.  Fora o posicionamento. No jogo de estreia da Libertadores em casa, conseguiu combater bem no meio de campo, cortando bolas que queresultaram, inclusive, em bons ataques para o Flamengo.

Thiago Maia é uma grata surpresa (para mim!) que veio para elevar ainda mais o nível do nosso elenco. Agora sim, posso comungar da empolgação do pessoal tuiteiro e do grupo de whatsapp.

Prazer, Thiago Maia!

Uma estreia em casa digna de campeão!






O jogo contra o Barcelona de Guayaquil, na estreia da Libertadores 2020 em casa foi mais uma daquelas noites memoráveis que o Flamengo nos acostumando a dar. Que momento para torcer, vibrar e assistir o Flamengo em campo! Foi uma estreia, em casa, digna de campeão!

Como tenho ido mais a jogos do que nos últimos anos, quando morava em Natal, é mais fácil observar a movimentação do time em campo e a atuação dos jogadores com essa movimentação. Para quem gosta de tática do futebol, rodízios e efeitos da quebra de linha em marcação adversária, esse time do Flamengo é uma delicia de ser ver jogar, um verdadeiro aprendizado.

A movimentação que o Everton Ribeiro faz com o Rafinha, a inteligência na antecipação de bolas (e na marcação) do Filipe Luis, a vontade na movimentação do Gabigol, a seriedade do Arrascaeta no jogo são pontos para serem observados e, juntando num time, forma o Flamengo que a gente vê em campo.

Particularmente no jogo de ontem, a gente teve a elegância do Thiago Maia distribuindo o jogo ao sair da defesa, além do excelente tempo de bola para cortar bolas importantes. Além disso, tivemos a dupla de zaga cada vez mais atenta a linha alta da defesa, melhorando sua atuação em relação ao jogo contra o Botafogo.

Eu não lembro de ter visto um jogo tão tranquilo em termos de resultado na Libertadores. O time jogou pra isso. Intenso, com seriedade e buscando impor seu jogo, o resultado foi apenas consequência do trabalho de um time que não se cansa do ataque e busca sempre o maior placar possível. Que sorte a nossa.

Sorte porque estamos presenciado a história de um Flamengo que faz bonito dentro de campo. Tomara que a garotada que achava que os mais velhos eram viúvos de 81, não tenham esse sentimento. Mas os viúvos de 81 já tinham presenciado isso que vivemos hoje. E estavam com saudades, com toda a razão.

O Flamengo de hoje não dá só show, ele quer dar show. Digno de time campeão, que é!

A vitória deixou a gente com 6 pontos no grupo  A da Libertadores e estamos empatados em número de pontos com o Del Valle, que é nosso próximo adversário, na casa deles.

Nosso próximo jogo é pelo Carioca, contra a Portuguesa, no sabado.

Bela vitória, Flamengo. Daquelas para preencher meu coração de (mais) amor!