Base x Profissional: a contradição Flamenga





https://3.bp.blogspot.com/-ZE1gAYyU5-g/V9L4YQpKhBI/AAAAAAAALqM/DVMFziTXJwoWsAmBcv89WbOYdRAjYB4WgCLcB/s640/rib1444.jpg

A primeira noticia que li do dia relacionada ao Flamengo foi que ele investirá R$ 14 milhões na base em 2017. Segundo o GE, a empresa belga Double Pass foi contratada e esteve no Ninho do Urubu por uma semana observado métodos, procedimentos e estrutura do departamento de futebol de base. Para um clube que tinha investimento na base menor que outros rivais carioca, não deixa de ser uma ótima notícia.

Porém, a ótima notícia da conscientização dos dirigentes da importância para a criação de sistemas que "produzam" melhores jogadores não se alinha com a forma que o departamento de futebol profissional lida com esses jogadores que chegam da base. É preciso alinhar pensamento e a julgar pela manutenção de jogadores como Sheik, Márcio Araujo, Fernandinho este pensamento está longe do alinhamento. E essa contradição está me enchendo de dúvidas.

Há algum tempo, o chavão "Craque o Flamengo faz em casa" pode ter vários complementos. Você pode usar que "craque o Flamengo faz em casa, mas deixa no banco" ou o "Craque o Flamengo faz em casa e empresta pra time pequeno até acabar contrato". Poderia até ser mais cruel com esses complementos mas não é o tema deste post.

No ano que o Flamengo foi campeão do maior campeonato de base do país, tivemos que ver garotos Felipe Vizeu, Tiago Santos, Ronaldo cheios de vontade para jogar futebol dando lugar a Leandro Damião, Gabriel, Cirino e Marcio Araujo. Mas a gente já viu isso em 2011. Time que não é campeão tem mais jogador sendo utilizado em times profissionais do que o Flamengo.

E eu, que não consigo entender a contratação de jogadores que não passam 6 meses no clube nem a não utilização de jogadores vindos da base, estou a espera de como será esse planejamento desalinhado de base e profissional no Flamengo. Pelo andar da carruagem, será mais do mesmo. Vem aí renovação de contrato de perebas, com blablabla de que precisa dar experiência no elenco favorecendo sabe-se lá o quê. É o mesmo blablabla de sempre que não pode ter jogador da base entrando com pressão, de que eles precisam jogar para ter experiência e ficam rodando em times ditos pequenos até acabar contrato. E nessa ciranda contraditória, quem perde dinheiro é o Flamengo. Se for fazer a conta...

Embora veja com alegria esse investimento recorde na base, não posso deixar de perguntar o porque beneficiar Luverdenses, Atleticos e Américas da vida com jogadores revelados na base do Flamengo e o Flamengo ainda ter que gastar dinheiro para contratar perebas que não chegam a dois dígitos de jogos com o Manto.

Até a próxima!



Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.