Ter um estádio de futebol é para quem pode!




http://www.falandodeflamengo.com.br/wp-content/uploads/2014/06/gramado_gavea2_felipecosta.jpg

Quase que no mesmo dia, saiu duas notícias sobre estádios de adversários, que me fez pensar, ainda mais, em aspectos para o Flamengo ter o seu próprio estádio.

É importante pontuar, em primeiro lugar, que eu acho que o Maracanã é a casa do Flamengo mas que é inviável com todas as características que ele tem, dentre elas o tamanho e o preço para se jogar nele. Em segundo lugar, é importante pontuar que eu não acredito em estádio de médio porte na Gávea. Acho que perdemos uma oportunidade excelente com o Kleber leite, lá na década de 90 e esse tipo de oportunidade, uma vez perdida, não volta. Mas isso é opinião de torcedora, que já escutou várias razões para se ter estádio na Gávea e outras tantas para não ter. E opinião, cada um tem a sua, né?

A notícia que a justiça determinou o leilão de São Januário e que o Corinthians não consegue pagar o estádio que foi feito para Copa do Mundo realça a máxima que está no título deste post: só tem estádio quem pode. E aí não é só a questão da construção, engloba a parte de mantê-lo.

O Vasco corre o risco de perder o seu estádio por causa de dívidas com o Governo Federal, em decorrência do não recolhimento da Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) entre 1992 e 1999. As dívidas estão em torno de R$ 31,5 milhões. O complexo de São Januário está avaliado em R$ 45 milhões. Será que dá para ter um estádio com um clube devendo a Governo, a fornecedor e eles deixarem o imóvel "em paz"?

Já o Corinthians, em dois anos, pagou 6% de um estádio que o deixou com uma dívida de R$ 1,2 bilhão. Tido como xodó de uma torcida que tem a capacidade de lotá-lo, o Itaqueirão foi uma jogada política do Lula, que contou com a Odebrecht, o Ricardo Teixeira, de Joseph Blatter, ex-presidente da Fifa e Andres Sanches como aliado.  O tempo passou, Teixeira teve de renunciar à CBF, Lula está sendo ameaçado de prisão, Andrés Sanchez se tornou deputado federal pelo PT. E o Corinthians tem uma dívida que, para muitos, é muito mais difícil de pagar do que a maioria imagina.

O Flamengo quer construir um estádio? O que ele dará em troca? O que ele está disposto a pagar para ter isso? Será que apostar numa parceira com uma empreiteira e assumir uma divida achando que a Nação paga é o caminho ideal? Será que os torcedores do Flamengo pagariam uma dívida de R$ 1,2 bilhão para um estádio que é novo, mas já precisa de manutenção?

Hoje em dia, mais do que antigamente, é preciso planejamento para um time ter um estádio de futebol. Torço para que esse da chegue para o Flamengo sem que ele precise vender a alma a uma empreteira e nem ter o seu estádio leiloado por causa de dívidas diversas.

Saudações!








Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.