Pré-Jogo: Flamengo x Atlético-GO - Brasileirão 2012

Pré-Jogo: Flamengo x Atlético-GO - Brasileirão 2012


Depois de uma semana em que o assunto principal foi a pseudo demissão do nosso técnico, eis que entraremos em campo com 4 volantes e, pelo jeito, sem nenhuma direção. Pra que direção né? O que o técnico quer é um busto de bronze, não um carro do ano!

Durante a semana o JOHELL, chegou a ensaiar a entrada do Adryan no time titular. Mas, malandro como ele é, foi só mesmo pra imprensa (e a torcida) deixar de falar tanto da demissão dele e falar da possível titularidade do garoto. Acabou funcionando porque o assunto rendeu, mas parece que o garoto não vai para jogo no time titular.

Quanto será esse jogo? Dê o seu palpite!

É jogo para os três pontos, principalmente porque jogamos em casa. Embora tenha gente que acredite que o JoHELL só cai se o Flamengo perder para o Atlético, eu acredito que ele cai, mesmo se ganhar. A fritura que ele está tendo é igual a do Luxemburgo, com a covardia de sempre.

Quem pode desequilibrar a favor do Mengão:

- A ótima fase do goleiro Paulo Victor está deixando o Felipe na reserva sem dó nem piedade  Contra o Grêmio, ele evitou uma goleada e espero que que não leve gols nesse jogo.

- Luis Antonio é um jogador que eu gosto e que está um degrau na frente em qualidade de jogo do que seus companheiros de meio de campo. Um uma "pitada de sal" pode desequilibrar!


Quem pode desequilibrar contra o Mengão:

- Diego Mauricio vem como titular, provavelmente.  É só contar quantos contra ataques ou ataques ele não dará continuidade que teremos a idéia quanto ele prejudica nosso ataque.

- Renato anda perdendo muita bola no meio de campo. O rendimento dele vem caindo jogo após jogo. Tomara que não prejudique o meio de campo.


Provável Escalação:

Paulo Victor, Wellington Silva, Marllon, Marcos González e Magal; Airton, Renato, Luiz Antonio e Ibson; Diego Mauricio e Vagner Love.


Meu Palpite:


Esse jogo será 2x0 para o Mengão!

Vamo pra cima deles, Mengoooooooooooooo!


Dê o seu palpite para o placar desse jogo



Ser Flamengo: meu primeiro titulo no Maracanã





O primeiro título do Flamengo que eu vi no Maracanã foi o Carioca de 1996. Título invicto, com Joel Santana como técnico e um ano depois do gol de barriga do Renato Gaucho no centenário do Flamengo. E foi inesquecível.

Resultado de imagem para campeonato carioca 1996

Com um time que foi reforçado com jogadores do Fluminense do ano anterior, o Flamengo entrou no campeonato como favorito. Com Romário e Sávio no ataque, fomos ganhando de nossos adversários, um a um. Éramos, mesmo, superiores. Nessa época, o Juninho "jogo por amor" já fazia parte do elenco vascuíno e Zé Carlos, goleiro,  retornava ao Mengão.

Mas a maior emoção estava mesmo reservado para ao jogo final, contra o Vaskin e que acabou sendo 0x0. Comecei o domingo ansiosa. Doida pra chegar no jogo e a hora não passava. Cheguei ao Maracanã com horas de antecedência e não tive grandes complicações para entrar no jogo. Fui de cadeira azul e a minha visão do jogo não foi privilegiada, logo lembro-me pouco do jogo, a final da Taça Rio. Como já havíamos ganhado a Taça Guanabara, o empate no final da Taça Rio nos garantiu o nosso título.

Até hoje tenho o caderno de esportes do jornal "O Globo" guardado. Foi o primeiro título do Romário do Flamengo em cima do Vasco. Muito flamenguista lembra-se disso até hoje.

Assiste aí os momentos do último jogo:



Tenho certeza que você também tem o seu jogo inesquecível. Mande para o email blog@primeiropenta.net que a gente publica na seção "SER FLAMENGO"

Elenco Atual: González

Elenco Atual: González




http://eusouflamengo.com/wp-content/uploads/2012/06/gonzalez-treino-flamengo-600x376.jpg


Nome: Marcos Andrés González Salazar // GONZÁLEZ
Natural: Rio de Janeiro.
Nascimento: 09 de junho de 1980
Posição: Zagueiro


Histórico no Mengão:

Depois de ganhar o prêmio de melhor zagueiro da América do Sul, quando jogava pela LaU, González chegou ao Mengão para o lugar do Alex Silva no início de 2012.

Depois de um começo ruim, tendo que se adaptar a um novo estilo de jogo, já que no Chile jogava como zagueiro da sobra, parece que González começa a se acertar na zaga do Flamengo.  Tirando duas falhas que ele teve na Libertadores, uma delas naquele jogo que perdemos de 3x2 para o Olímpia no Paraguai, acho que ele faz bem o papel de zagueiro xerifão, que não brinca em serviço. hor.  Quando ele jogava com o Welinton na zaga, dava a impressão que ele estava mais preocupado em corrigir falhas do companheiro de zaga do que cobrir seu próprio espaço.

Como o Flamengo está cheio de zagueiros vindos da divisão de base, um zagueiro sério e correto como o Gonzalez ajuda a garotada a amadurecer profissionalmente.

http://s02.video.glbimg.com/x240/1841485.jpg

Saiba mais sobre ele: 

Fotos do Gonzalez

A vez do Jorge Sampaoli

A vez do Jorge Sampaoli
http://extra.globo.com/incoming/3744599-3d8-c34/w640h360-PROP/lau.jpg

Ele é argentino, técnico do time sensação de 2011 da América do Sul e que encantou àqueles que adoram um futebol ofensivo. Para quem acompanha o futebol de um modo geral, principalmenteo futebol sul americano, não tem dúvidas de pedir o Jorge Sampaoli como técnico do Mengão. Verdadeira febre das redes sociais desde antes do Luxemburgo ser mandado embora, parece que, dessa vez, a diretoria do Flamengo está negociando, de verdade, com o técnico. Resta saber se o argentino aceitará sair do Universidad do Chile para esse desafio que não é fácil: Flamengo está em ano eleitoral, não tem tradição com técnicos estrangeiros e nem pra projetos a longo prazo.

Confesso que a primeira vez que eu ouvi falar do Jorge Sampaoli foi numa conversa com o Bruno Romero, talvez o maior entusiasta dele no Flamengo. E gostei do que eu vi em uns dois jogos que vi do LaU na Sul Americana do ano passado. Um time ofensivo, de toques rápidos, que não tinha nenhum grande jogador mas um esquema que matava o jogo em poucos toques. Foi isso que aocnteceu com o Flamengo no Engenhão, quando este levou de 4x0 na Sul Americana. Um time sem grandes estrelas, que deu um baile na casa do adversário. Um time que jogava como muitos torcedores quer que o Flamengo jogue.

Conseguimos os nossos maiores títulos jogando pra frente, sendo um time ofensivo. Foi assim na década de 80 e até no último grande título, em 2009. E esse é o principal motivo do esquema do JoHELL, com 4 volantes e nenhuma direção, nos incomodar tanto. Não é tradição do Flamengo ter time que ganha título ganhando de 1x0 e com melhor jogador em campo sendo o goleiro. Desculpa, JoHELL e diretoria, mas isso não é Flamengo. O mengão é  campeão ganhando de 3x0, 3x2. Por isso prefiro como técnico no Flamengo umo Renato Gaúcho do que um Dunga. Prefiro um Jorginho que foi da Portuguesa a um Muricy.

O que joga contra a vinda do Sampaoli é que a continuidade do trabalho de um técnico, como é bacana acontecer, em ano eleitoral, é praticamente impossível de garantir. Embora eu ache que só um rebaixamento tire a reeleição da PatAlice, o ano eleitoral no Flamengo é conturbado demais e pode atrapalhar o trabalho de um técnico. Além do mais, o Flamengo não tem tradição em ter técnicos estrageiros no comando. Com uma diretoria confusa, não sei se seria adequado.

Sinceramente, se forem arriscar no Jorge Sampaoli, a hora é essa. Faltam 32 rodadas, há jogadores que ainda podem chegar (e ele aprovar!) e o elenco está querendo um técnico novo. Se ele colocou chilenos pra jogar um futebol daqueles, por que não acreditar que pode dar certo no Mengão, um clube que tem tradição de jogar ofensivamente. É uma chance de recuperar esse nosso caminho, o que eu, particularmente, prefiro.

A considerar as alternativas que temos no mercado, é a vez o Jorge Sampaoli.

Vamos se mexer, Mengão!

A corrida pelo momento da demissão do JoHELL

A corrida pelo momento da demissão do JoHELL
http://www.vipcomm.com.br/site/upload/flajoel_mv_120412001-small.jpg

Mais uma vez o Flamengo está a beira de uma troca de técnicos. Assim como aconteceu com o Luxemburgo, o processo de fritura do JoHELL é feita de uma forma covarde, com orgãos de imprensa querendo acertar o momento certo da demissão. Com isso, dá-lhe barrigadas de jornalistas que outrora faziam da sua credibilidade a principal característica. Eu li (e perdoe porque não me lembro quem!) uma frase que me parece perfeita: "Joel caiu, mas continua como técnico do Flamengo." 

Entendo que o papel do jornalista é mesmo dar a notícia e o primeiro a fazer isso, de uma forma correta, acaba tendo sua credibilidade, o que é o que importa no jornalistmo esportivo, aumentada. Mas quanto vale ese aumento? Quanto vale ao jornalista dar uma informação, mesmo que correta, antes dos outros e com a chance de errar o momento?  Qual é o valor do desrespeito do erro?

Não preciso falar que há pessoas envolvidas na demissão do Joel: o próprio técnico, que está sendo desrespeitado como profissional,  de quem demite, que também está sendo desrespeitado como profissional e é a vida do torcedor que é desrespeitado como leitor e receptor de uma notícia errada.

Quem está certo é quem não fica na ansiedade da notícia da demissão porque não acredita em qualquer bobão que dá qualquer notícia em qualquer hora.

E ainda assim, com tanta gente querendo ser o "primeirão", acho que essa corrida pelo momento certo não existiria de uma forma tão veeemnte se no clube que tivesse gente com o mínimo de respeito pelos profissionais que estão no Flamengo. Ou você acredita que todas as histórias de elenco insatisfeito e blá blá não vem de dentro do clube?

Lulucast #87 Ressaca moral rubro-negra

Lulucast #87 Ressaca moral rubro-negra




A primeira derrota do Flamengo no Campeonato Brasileiro de 2012 veio com o time perdido em campo (o que não é novidade!) e com o melhor jogador em campo sendo o goleiro. Coisa pior só se a goleada fosse consumada. E está cada vez mais difícil ver o Flamengo em campo sem ter a sensação de ressaca!

Com o time completo, vendo o jogo juntas, @CrisMarassi, @Cissa_Morena, @NivinhaFla e @Dani Souto, falaram dessa derrota inacreditável e do nosso próximo jogo, contra o Atlético Goianiense.

Agora ouça o #Lulucast:



Baixe o MP3 do Lulucast #87

#Lulucast disponível nos blogs:

Pós-Jogo: Grêmio x Flamengo - Brasileirão 2012




Poderia chamar esse grupo de jogadores que entrou e levou um baile do Grêmio em campo de cambada. Poderia chamar todos de medíocre. Poderia xingar o técnico que acaba o jogo com um time sem laterais e diz que o Flamengo melhorou. Hoje, depois dessa partida INDESCRITIVEL que esse grupo que eu tive o desprazer de ver com as cores vermelha e preta aí fez, eles me deram o direito de falar o que quiser. Saca jogador que se acha no direito de chamar torcedor de otário porque o vaiou? Saca jogador que se acha no direito de mandar a forma que torcedor tem que torcedor? Esse pregos dão o direito a torcedor de xingá-los. É uma via de mão dupla.

Pensando no jogo em si, os ataques que lembro que o Flamengo fez foram tão inoperantes que é impossível querer vitória dentro do Olimpico com o pouco futebol apresentado. É impossível um time criar chance de gol quando tem 4 volantes e nenhuma criação no meio de campo. É impossível quando os laterais atacam até a intermediária porque ficam preocupados em voltar para a defesa. Não há time que tenha ataque dessa forma e seguimos nessa inoperância covarde e que denigre toda e qualquer tradição que o Flamengo tenha. É um escárnio!

Hoje, tirando o Paulo Victor que evitou uma goleada contra o Flamengo (igual o Bruno em 2009), ninguém se salva. Ter laterais como Welington Silva e Magal é um escárnio. Ter o Ibson como armador de uma equipe é um escárnio. Ter um técnico que tira os laterais do time e NÂO TREINA essa alternativa é um escárnio. Love continua isolado, Hernane não teve uma bola cruzada na área pra tentar uma conclusão e, para tentar virar o jogo, o Negueba virou salvação. Entendeu porque escárnio é a palavra da vez?

É claro que nem tudo é perdido, espero que tenha sido um jogo atípico em termos de vontade dos jogadores. Até porque, em termos de esquema de jogo (?????), já virou uma retórica. Pra que acreditar que o JoHELL vai mudar alguma coisa? Ponto e virgula está felizão e achando que está tudo legal. Está no mesmo mundo da Patyalice, no mundo das maravilhas. Enquanto isso, a Nação se descabela...

Nosso próximo jogo é contra o Atlético Goianiense, dentro de casa. Três pontos são importantissimos mas até quando teremos um time sem vibração e sem a cara do Flamengo?

Veja as notas dos jogadores:






Pré-Jogo: Grêmio x Flamengo - Brasileirão 2012

Pré-Jogo: Grêmio x Flamengo - Brasileirão 2012


Eita que é mais um Grêmio x Flamengo que vai ferver. Se no campeonato do ano passado teve o "reencontro" do Ronaldinho Gaucho com a torcida do Grêmio jogando pelo Flamengo, dessa vez tem o Luxa contra os seus ex comandados. Grêmio vem de eliminação na Copa do Brasil querendo mostrar serviço, Luxa está com a faca nos dentes e o Flamengo... Bem, o Flamengo segue na esperança de encontrar uma direção com 4 volantes.

Sinceramente, eu espero que o Grêmio não entre com a motivação que entrou no jogo do ano passado. Mesmo estando vencendo por 2x0, os caras foram lá e viraram um jogo para 4x2, num segundo tempo digno para o Flamengo esquecer. Perdemos os três pontos e a esperança de disputar o Hepta! Desta vez, estamos longe do fim do campeonato e que não temos derrota. Mas mais do que a invencibilidade, quero ver o Flamengo jogando para convencer.

Outra motivação que eu vejo para esse jogo é o Luxa enfrentando o Flamengo pela primeira vez. E se você achar que vale a pena a rivalidade, tem o Kleber no time do Grêmio que depois de todo aquele embrólio inclusive com direito a briga contra o Palmeiras no ano passado, vem pra cima do Flamengo com tudo. Você dúvida?

Quero os três pontos fora de casa, claro. E acho que, com o Grêmio de ressaca por causa da eliminação na Copa do Brasil, capaz de acontecer.

Quem pode desequilibrar a favor do Mengão:

- Hernane no ataque titular pode dar uma opção a mais para o Flamengo deixar de depender tanto do Love. Vamos acompanhar!

- Love continua sendo o único capaz de me dar bons motivos para acreditar em gols do Flamengo. Pena que ele não tenha ninguém para ajudá-lo.


Quem pode desequilibrar contra o Mengão:

- Que o Marllon não fique de graça em frente a área como ficou cotra os reservas dos Santos.

- Magaaaaaal, joga na lateraaaaal!


Provável Escalação:

Paulo Victor, Wellington Silva, Marllon, Marcos González e Magal; Airton, Renato, Luiz Antonio e Ibson; Hernane e Vagner Love.


Meu Palpite:


Esse jogo será 2x0 para o Mengão!

Vamo pra cima deles, Mengoooooooooooooo!

Destaque RN: Djalminha







Djalma Feitosa Dias, mais conhecido como Djalminha (Santos, 9 de dezembro de 1970), é um ex-futebolista brasileiro, que atuava como Meia-esquerda.

Era filho de Djalma Dias, também jogador da Seleção Brasileira.

Tinha como características principais de um Meia clássico: o domínio de bola preciso, além de dribles desconsertantes e passes/lançamentos milimétricos demonstrando toda sua técnica e criatividade.

Djalminha jogou no Flamengo, Guarani e Palmeiras, mas foi no Deportivo, da Espanha, onde passou grande parte da carreira.

Formado nas divisões de base do Flamengo, Djalminha fez seu primeiro jogo, entre os profissionais, em uma partida contra o América-RJ, válida pelo Campeonato Carioca de 1989.

No ano seguinte, fez parte do elenco vencedor da Copa do Brasil de Futebol de 1990 juntamente com companheiros dos juniores vencedores da Copa SP do mesmo ano. Curiosamente sete campeões participaram dos jogos contra o Botafogo na final do Campeonato Brasileiro de 1992, que rendeu o penta brasileiro ao clube: Fabinho, Júnior Baiano, Piá, Nélio, Paulo Nunes, Marcelinho Carioca e Djalminha.

Em 1991 o time começou a jogar no formato tático que lhe daria o penta campeonato brasileiro no ano seguinte, com Gaúcho centralizado na área como referência no ataque e 2 pontas: Marcelinho Carioca ou alternadamente Paulo Nunes pela ponta-direita e Nélio ou alternadamente Djalminha pela ponta-esquerda. 

Tinha um futuro promissor na Gávea, contudo, após uma discussão e troca de empurrões, com o então companheiro de equipe Renato Gaúcho em 1993, viu-se longe dos holofotes e da Seleção Brasileira, onde era nome cotado para a Copa América de 1993, deixando o clube pela porta de trás.



Títulos no Flamengo:

  • Copa do Porto Hamburgo: 1989
  • Taça Guanabara: 1989
  • Troféu Seis Anos da TV Manchete: 1989
  • Troféu Clássico das Multidões: 1989
  • Copa São Paulo de Futebol Junior: 1990
  • Copa Marlboro: 1990
  • Torneio de Verão de Nova Friburgo: 1990
  • Pepsi-Cup: 1990
  • Copa Sharp: 1990
  • Taça Associação dos Cronistas Esportivos de Sergipe: 1990
  • Torneio Quadrangular de Varginha: 1990
  • Copa do Brasil: 1990
  • Campeonato Carioca: 1991
  • Taça Rio: 1991
  • Taça Estado do Rio de Janeiro: 1991
  • Copa Rio: 1991
  • Campeonato da Capital: 1991,1993
  • 1992
  • Troféu Eco-92: 1992
  • Taça dos Campeões Brasileiros: 1992
  • Torneio Libertad: 1993
  • Troféu Raul Plasmann: 1993

Após parar de jogar, profissionalmente, Djalminha passou a dedicar-se ao showbol, uma modalidade diferente de futebol de salão.

No Mundialito de Showbol de 2006, realizado na cidade de Jerez de la Frontera, na Espanha, Djalminha foi o artilheiro da competição, vencida pelo Brasil. De quebra, ainda foi eleito o melhor jogador daquele campeonato.

Em 2007, no primeiro Torneio Rio-São Paulo de Showbol, Djalminha jogou pelo Flamengo, ao lado de velhos companheiros dos tempos de juniores no rubro-negro.

Em julho de 2009, ele conquistou com o Flamengo o Campeonato Brasileiro de Showbol diante do Santos, com o placar de 11 a 8. No dia 30 de abril de 2010 voltou a conquistar o Campeonato Brasileiro de Showbol pelo Flamengo, derrotando o Corinthians por 9 a 7, e dando o bicampeonato ao clube carioca.

Paulo Victor deve ser o titular do Flamengo?

http://3.bp.blogspot.com/-Hxki2hEsW2k/T2T9RdBMfxI/AAAAAAAAGgg/6zt_7g9tK64/s1600/paulovictor-felipe-flaimagem.jpg

Paulo Victor, antes na reserva, sempre que entrou no time do Flamengo, correspondeu. E depois de algumas falhas e hesitações do Felipe no gol do Flamengo no inicio do ano, uma parte da torcida prefere o número 27 como titular ao invés do número 1. Mas será que ele esta pronto para ser titular do Flamengo? Será que Felipe perdeu a vaga de titular simplesmente porque anou espalmando algumas bolas pra frente da área e não pro lado?

Para torcedor que se prende a um jogo, a atuação do Paulo Victor, com defesas importantes, contra o Fluminense no Campeonato Brasileiro do ano passado, mostra que o goleiro é bom. Jogou bem também um jogo contra o Cruzeiro, no Engenhão e que foi a melhor partida do time do Brasileiro de 2011. E ainda assim, Felipe seguia como titular do gol do Flamengo.

Veja aqui algumas defesas de Paulo Victor no Flamengo

Embora muitos achem que Felipe falhou em alguns gols na Libertadores desse ano e em outros lances espalmando bolas pra frente  e hesitando em saídas de bolas cruzadas na área, ele perdeu a vaga de titular quando foi parar no hospital por causa de uma dengue (?). Demorou a se recuperar e, desde então, Paulo Victor é o titular do gol do Mengão. Parece que JoHELL prefere o Paulo Victor ao Felipe.

Paulo Victor é um goleiro que sai em todas as bolas, nas bolas fáceis e difíceis. E como sai em todas as bolas, as vezes, parece "apavorado" no meio da área o que me passa uma insegurança danada. Prefiro o goleiro que só sai na boa, na segurança e que não me dá sustos quando sai do gol. A reposição de bola do Paulo Victor para um possível contra-ataque é péssima. E não venha me dizer que os jogadores do Flamengo não ajudam. Basta se ver como o Bruno, que era craque nesse fundamento fazia o passe e como o Paulo Victor faz. Paulo Victor simplesmente manda a bola alta. Bola alta demora a cair, atrasando a jogada.

Prefiro o Felipe. Gosto do jeito do Felipe orientar a defesa e do posicionamento dele em campo. Acho que ele andou hesitando em muitas bolas e que as espalmadas dele pro meio da área são IMPERDOÁVEIS para um goleiro profissional. Mas, ainda assim, não acho que ele deva ser banco para o Paulo Victor.

Veja algumas defesas de Felipe pelo Flamengo

Nessa "briga" quem ganha é o Flamengo que tem duas opções que vão querer sempre melhorar para defender o Manto.

Quem você prefere?



E se o Bottinelli tivesse errado o penalti?

E se o Bottinelli tivesse errado o penalti?


Sempre tive a certeza que o Bottinelli é o argentino mais sem sangue que tem no futebol brasileiro. Quando se pensa em jogador argentino de futebol, vem logo aqueles caras raçudos, que correm atrás da bola, que xingam, que brigam e que tem alguma habilidade para fazer a alegria da galera. A habilidade o Botti até que tem mas essa disposição e essa raça...

Mesmo assim, com o elenco que o Flamengo tem, acho complicado ele ficar sempre no banco. Único jogador que tem como característica aquele passe horizontal, tipo Petkovic (e não estou comparando, pelo amor de Deusinho!), num time que só tem volante que toca pro lado faz muita falta. E como só entra no fim dos jogos, quase sem tempo pra mostrar serviço, o torcedor fica mesmo sempre com o gosto do "quero mais".

Bottinelli no jogo contra o Santos estava MUITO MAL. Até o lance do penalti, errou tudo que tentou. MESMO. Ele errou passes longos, passes curtos, lançamentos, desarmes. Estava mal e já tinha começado a ser vaiado. Aí, num lampejo (e jogadores mais habilidosos podem ter esse lampejo), deu o passe para o Ibson que sofreu o penalti. Como ele já tinha começado a ser vaiado, quando ele pegou a bola para bater o penalti, lance capital do jogo, pelo menos 90% dos torcedores que estavam no Engenhão lamentaram. Uns vaiaram mesmo, outros reclaramaram e quem estava em casa reclamou também, tenho certeza. Foi de uma irresponsabilidade do comandante sem fim. Se o time do Flamengo tivesse comando, o Bottinelli nunca teria batido aquele penalti.

Não sei se vaiei o Bottinelli, mas eu lamentei quando vi que ele seria o responsável pela cobrança. E a torcida (e me incluo ai) só mudou de atitude quando o Ibson, do lado do cara, se virou pra torcida e pediu aplauso. Aí sim, a torcida do Flamengo mostrou a sua bipolaridade e gritou Bottinelli como nunca. O argentino não vacilou, cobrou o penalti e fez o gol da vitória.

Mas a pergunta que fica é: e se ele tivesse errado? Iria pra conta do Bottinelli ou do comandante? 

#Lulucast 86 - Otário é o car#%$¨#!

#Lulucast 86 - Otário é o car#%$¨#!




Mais um jogo horroroso do Flamengo de JoHELL com mais uma vitória. Mesmo com a vitoria em cima do Santos, ficou o gosto de quero mais e a decepção da falta de armação do Flamengo como time Não há jogada ensaiada, muito menos esquema de jogo.

Sem @CrisMarassi, mas com @Cissa_Morena, @NivinhaFla e @Dani Souto, falamos sobre a magra vitória do Flamengo sobre o Santos, as vaias para Bottinelli e Renato e o jogo contra o Grêmio.

Agora ouça o #Lulucast:



Baixe o MP3 do Lulucast #86

#Lulucast disponível nos blogs:

Pós-Jogo: Flamengo x Santos - Brasileirão 2012






Continua tudo errado. Muitos volantes em campo, o ataque com uma jogada apenas, um time com jogadores jogando mal, defesa dando sustos... JoHELL segue como técnico, diretoria continua imóvel e mesmo com os 3 pontos, suar para ganhar do time zzzzzzz do Santos é de lascar o coração de qualquer rubro negro.

Mais uma vez, fui ao Engenhão ver o jogo do Mengão. Em 2012, Dani está 100% em vitória! E, na verdade, isso que importa.

Não concordo com as vais em cima do Renato Abreu, que foi um dos melhores jogadores em campo no primeiro tempo. Tentou, mesmo errando passes, ser o número 10 de um meio de campo que não produz e não é por culpa dele. E eu suei frio quando vi que era Bottinelli que iria bater o penalti. A minha reação imediata foi gritar pra depois apoiar. Fata de apoio o argentino mais sem sal do mundo não pode reclamar... Na hora que ele bateu o penalti, a torcida em peso, o apoiava e gritava o seu nome. Foi temoroso colocar o jogador que errou tudo que tentou no jogo para bater um lance capital. Mas, graças a São Judas Tadeu, deu certo e foi o gol da vitória.

Melhores momentos do jogo

Fotos do jogo Flamengo x Santos 

O que eu não consigo entender é a torcida do Flamengo não prostestar contra o JoHELL. É nítido que o time do Flamengo não joga, não desenvolve e que os jogadores não estão na posição certa. É fato que as substituições dele são duvidosas ( há muito tempo!), as entrevistas dele depois do jogo é de ENVERGONHAR quem leva o Flamengo a sério. E ainda assim, a torcida não proteta contra o JoHELL. A demora paras as substituições hoje irritou. MUITO!

Estou longe de estar satisfeita, mas confesso que a vitória, os três pontos, acalma o meu coração de rubro negra! Acalma porque, no fundo, é essa vitória que interessa.

Próximo adversário é o Grêmio, no próximo fim de semana. É trabalhar para melhorar cada vez mais (embora eu saiba que seja um sonho isso que eu acabei de escrever!)

#VaiFlamengo!

Veja as notas dos jogadores:





Pré-Jogo: Flamengo x Santos Brasileirão 2012

Pré-Jogo: Flamengo x Santos Brasileirão 2012



Mais um jogo em casa pelo Brasileirão 2012 e pegaremos o Santos sem os seus melhores jogadores, já que eles estão preocupados com a semifinal da Libertadores.  Temos é que aproveitar essa chance e somarmos mais três pontos.

Dê o seu palpite no placar do jogo

A notícia boa é que completa 5 jogos no Brasileiro. Logo, acaba o prazo que o JoHELL deu para acertar o time.  Não sei porque mas com a insistència com quatro volantes sinto que esse acerto não sairá.

Quem pode desequilibrar a favor do Mengão:

- Luiz Antonio jogou bem contra o Coritiba e, no meio de tanto cabeça de bagre, é um alento de "criatividade" no meio de campo.

- Só Love, só Love...


Quem pode desequilibrar contra o Mengão:

- A cada dia que passa, a Nação tem mais certeza de que Magal mesmo só o Sidney. Porque o lateral esquerdo não disse a que veio.

- JoHELL com suas substituições loucas!


Provável Escalação:

Paulo Victor, Wellington Silva, Marllon, Marcos González e Magal; Airton, Renato, Luiz Antonio e Ibson; Diego Maurício e Vagner Love.


Meu Palpite:

Flamengo ganhará de 1x0. Vai ser sofrido mas irei ao Engenhão ver outra vitória do Mengão!

VamoPraCimaDeles, Mengoooooooo!

Ser Flamengo: o jogo do hexacampeonato

Ser Flamengo: o jogo do hexacampeonato


Vários são os títulos inesquecíveis do Flamengo na minha vida de torcedora. Um deles, o primeiro que eu passei longe do Rio de Janeiro, que nem o mais otimista dos torcedores acreditava e acabou vindo de uma fora tão especial que seria impossível ele não ser o primeirão (ou um dos primeiros) nessa nova seção do blog.

O Hexacampeonato veio de uma forma especial, do jeito que a história do Flamengo manda: ninguém apostando, um craque ressurgindo, a torcida apoiando e muita, muita emoção. Quase indescritível, mas mágico. Um jogo inesquecível.

É impossível eu lembrar do Angelim com os punhos cerrados na comemoração do gol da vitória contra o Grèmio e meus olhos não encherem d´água.

Aquele jogo foi um jogo complicado. Embora soubessemos que o Grêmio não jogaria como se fosse uma final de campeonato, até mesmo porque o Andrézinho, na rodada anterior, com um gol de falta colocou o Inter na disputa do título, a forma como o Flamengo jogou contra o Goiás, com um Maracanã lotado, assustava a muitos. Muitos vinham aquela atuação do Flamengo como espelho para que não conseguissemos a vitória. E, para ser campeões, precisavamos dela.

Mas naquele dia eu estava tão confiante e tão feliz que não conseguia ver o Flamengo perdendo o título. Não me bateu o friozinho na barriga. Depois de 17 anos, ninguém tiraria essa certeza de mim. O gol do Grêmio deu um susto na Nação, claro. E comemorei o empate, naquele gol do David Braz, de joelho, olhando para o céus, renovando a minha esperança. O gol do Angelim, que me fez chorar copiosamente na frente de uma televisão, foi só o inicio para uma grande festa que se alastrou por todo o Brasil. Difícil imaginar uma cidade, por menor que seja, que não tenha comemorado aquele 6 de dezembro com a euforia que aquele jogo mereceu. A euforia de um grito entalado na garganta por 17 anos.

Jogo que vale o título, sem dúvidas, tem uma emoção maior. E torna-se, na vitória ou na derrota, um jogo inesquecivel.

Tenho certeza que você também tem o seu jogo inesquecível. Mande para o email blog@primeiropenta.net que a gente publica na seção "SER FLAMENGO"

Destaque RN: Marinho





Marinho, zagueiro que fez parte daquele timaço do inicio da década de 80, nasceu em Londrina, 27 de fevereiro de 1955.


Iniciou sua carreira no rsportiva no Londrina Esporte Clube em meados de 1974.

Sempre apontado como um jogador de muito futuro, logo chamou a atenção de vários times como o São Paulo Futebol Clube, clube no qual defendeu em 1977 por empréstimo.

No São Paulo Futebol Clube, Marinho fez parte do time Campeão Brasileiro de 1977. E em seguida retornou para a equipe do Londrina.

Nos anos de 1978 e 1979, Marinho continuou em destaque atuando pelo Londrina Esporte Clube, sua técnica e qualidade de fazer gols eram suas principais caracteristicas. Embora atuando como zagueiro, em 1978 Marinho antou 6 gols, e em 1979 foram 7 gols no Campeoanto Brasileiro

Qualidades que chamou a atenção de Claudio Coutinho entao técnico do Flamengo, e com isso sua transferência passou a ser prioridade para o Flamengo de Zico Marinho é ate hoje a maior transferencia realizada no Estado do Paraná, fazendo assim encher os cofres do Londrina Esporte Clube

Já no Flamengo, aonde jogou de 1980 a 1984, Marinho fez muito sucesso. Sua estréia se deu em uma partida amistosa, contra o São Paulo, seu ex-clube, terminando em um empate sem gols. Marinho jogou ao lado de grandes craques, como Zico, Júnior e Leandro, entre tantos outros, que se sagraram campeões da Taça Libertadores da América e do Mundial Interclubes de 1981.

Na terceira e decisiva partida contra o Cobreloa, na final da Libertadores de 1981, Marinho formou zaga com Mozer, quando o Flamengo venceu por 2x0 e ficou com o tão sonhado título de campeão do continente americano.

Três semanas mais tarde, a mesma zaga se repetiria na vitória contra o Liverpool, elevando o clube rubro-negro à condição de Campeão Mundial. Pelo Flamengo, Marinho também participou de varias conquistas pelo Flamengo, tendo destaques os Campeonatos Brasileiros de 1980, 82 e 83

Marinho atuou pela Seleção Brasileira em 1983 sobre o comando de Carlos Alberto Parreira, nos amistosos contra o Chile e Seleção Gaúcha Após sua passagem marcante no Flamengo, Marinho ainda jogou no Atlético-Mg e Botafogo.

Em 1990 voltou ao Flamengo para um jogo de despedida e finalmente, em 1992, encerrou sua carreira no Londrina, aos 37 anos de idade. Tendo assim encerrado sua brilhante e vitoriosa carreira

Títulos pelo Mengão:
  • Copa Européia/Sul-Americana - Mundial Interclubes: 1981
  • Copa Libertadores da América: 1981
  • Campeonato Brasileiro: 1980,1982,1983
  • Campeonato Carioca: 1981
  • Taça Guanabara: 1980, 1981, 1982,1984
  • Taça Rio: 1983
  • Troféu Ramón de Carranza: 1980
  • Troféu Santander: 1980
  • Troféu Anos Ouro do Futebol Brasileiro: 1980
  • Troféu João Saldanha:1980
  • Troféu Perugia: 1980
  • Copa Punta Del Este: 1981
  • Torneio Quadrangular de Nápoles: 1981
  • Campeonato Carioca Taça Sylvio Pacheco: 1981
  • Copa do Brasil: 1990
  • Campeonato Carioca Torneio de Verão de Nova Friburgo: 1990
  • Copa Marlboro: 1990
  • Torneio Quadrangular de Varginha: 1990

Ele conseguiu vencer o "Ti quiero" no MICO do ano...

Ele conseguiu vencer o "Ti quiero" no MICO do ano...

Não acreditei quando eu li que um exame que continha alcool no sangue do Ronaldinho Gaúcho e que foi citado pelo VICE PRESIDENTE JURÍDICO DO FLAMENGO, Rafael del Piro, em um programa de televisão (na Fox Sports) NÃO EXISTE!

É isso aí... Foi pra televisão mentir sobre um exame falando em nome do FLAMENGO, acusando uma pessoa e dizendo SER PROVA de um processo no valor de R$ 40 milhões, AO VIVO, para MUITA gente ver. Mas, como não é ele que pagará do próprio bolso, morrendo de preocupação é que não deve estar.

Mas aí, como desgraça pouca é bobagem, a gente fica sabendo disso pelo diretor médico do Flamengo, o José Luis Runco, que diz que não há exame que relate alcool em sangue de nenhum jogador. Ora bolas... Se não existe exame nenhum, como é que o advogado do Flamengo, o único que é autorizado a falar sobre o assunto Ronaldinho, me solta uma dessa?  Como é que o VICE PRESIDENTE JURIDICO passa por cima do departamento médico para falar sobre um resultado de um exame que não existe?

E eu que achava que o MICO do ano tinha sido aquele beijo, no maior estilo "ti quiero", da Patricia Amorim.

Pobre torcedor do Flamengo...


Pós-Jogo: Flamengo x Coritiba Brasileirão 2012

Pós-Jogo: Flamengo x Coritiba Brasileirão 2012




Oi vitória. Você veio e seja sempre bem-vinda ao Flamengo no Brasileirão 2012. Sei que você pode pensar que nosso técnico não te gosta muito, pelas escalações com 4 volantes e substituições malucas mas a Nação te ama, viu! E uma Nação com 40 milhões vale muito mais que um JoHELL, né?

Embora a vitória tenha finalmente aparecido, o time do Flamengo ainda tem MUITA coisa que melhorar se quiser que ela apareça mais vezes.

Fui ao Engenhão. Como não moro no Rio de Janeiro, é uma exceção na minha vida atual. O jogo que a gente vê no estádio é diferente do que se vê na televisão. Se antes já estava preocupada, agora estou, quase, desesperada. Mas vamos as observações:

- Paulo Victor, ainda, não é goleiro pra ser goleiro titular do Flamengo. Como diria alguns boleiros do futebol, ainda é "cru" para a função. Já já Felipe voltará a ser titular do Flamengo.

- Joel não conseguirá repetir o que fez em 2007 com varios volantes no meio de campo. Se na teoria pode funcionar, na prática, com os laterais que temos hoje tarva o time de uma forma que é risivel. Welington Silva (ou Leo Moura) e Magal não chegam nem aos pés do Léo Moura e Juan de 2007. Logo, não tem como dar certo. Desiste Joel. Seus laterais são horrorosos.

- A preguiça que o Airton joga é de assustar. O posicionamento também. Não sei pq ele não joga quase que colado a zaga e deve ser por isso que tem tanto espaço que expoe nossa defesa. Acho que o Airton não deve correr 2 km por jogo.

- Diego Mauricio não é ruim. Ele simplesmente não existe.

- Magal não é lateral para o Flamengo. Além de não ir na linha de fundo, não tem disposição. É burocrático. Ao contrário do Welington Silva. Pode ter errado, pode não ter jogado bem, mas é esforçado. Correu, lutou, TENTOU. E tem o que melhorar, sempre tem o que melhorar. Se não é craque, pode ser um bom jogador.

- Um Love só não faz verão. É muito pouco para o Flamengo ter apenas a jogada de pivô do Love pra ter ataque. Não tem triangulação pra lateral, lateral não vai a linha de fundo, não tem passe em profundidade... Muito pouco para um time que almeja o título da competição.

- Luis Antonio tem que ser titular desse time.

Algumas impressões em um jogo que tivemos uma vitória que foi importante mas não me convenceu.

Nosso próximo jogo é contra o Santos, no Engenhão, e estarei lá novamente. Vamos ver se há alguma melhora no time do Flamengo.



Dani e Nivinha, companheira de #Lulucast

Lulucast #85 - Até que enfim uma vitória!

Lulucast #85 - Até que enfim uma vitória!




Em dia de metade do #Lulucast presente no Engenhão, o Flamengo conseguiu sua primeira vitória no Brasileirão. O time ainda um bando, mas conseguimos 3 pontos importantes para continuidade do campeonato.

Sem @CrisMarassi, mas com @Cissa_Morena, @NivinhaFla e @Dani Souto, falamos sobre a vitória do Flamengo, a saída do Ronaldinho GaúcOh, a possível demissão do JoHELL e da expectativa do jogo contra o Santos.

Agora ouça o #Lulucast:



Baixe o MP3 do Lulucast #85

#Lulucast disponível nos blogs:

Pré-Jogo: Flamengo x Coritiba - Brasileirão 2012

Pré-Jogo: Flamengo x Coritiba - Brasileirão 2012



Depois do jogo contra a Ponte Preta, em que um empate foi comemorado mesmo a gente fazendo um gol no fim do jogo, enfrentaremos um time melhor estruturado, que é semi finalista da Copa do Brasil e joga com uma consistência que o nosso time não joga há algum tempo.

O Flamengo está numa fase de empresa que está indo para o buraco... Os problemas são escancarados, os funcionários (no caso do Flamengo, os torcedores) sabem o que está errado mas a diretoria, que é quem manda, acha que não tem nada errado. E quando acha algo errado, age de uma forma que não resolve os problemas cruciais da empresa.

Com isso, a piada do que o time do Flamengo tem 4 volantes e nenhuma direção se faz cada vez mais presente e oportuna. Culpa do JoHELL e sua maldita predileção por esse tipo de jogador que deixa o time sem criatividade, sem ímpeto para o ataque e a Nação com os cabelos em pé.

O Coritiba é um time mais bem estruturado que Ponte Preta e, como estamos fazendo um jogo dentro de casa, temos que começar a somar 3 pontos. É obrigação levar a vitória no Engenhão.

Quem pode desequilibrar a favor do Mengão:

- O Love, sempre salvador, tem tudo para continuar sua bao história dentro do Flamengo. Mas eu pergunto: até quando isso bastará?

- Tive uma boa impressão do Wellington SIlva. Não que ele vá desequilibrar, mas num time sem grandes destaques, ficou essa boa impressão.

- Sempre que surge uma falta na entrada na área, o Renato Abreu torna-se uma boa alternativa. Mas é pouco, muito pouco para um jogador ser titular assim num time como o do Flamengo.

Quem pode desequilibrar contra o Mengão:

- A dupla de zaga é nova e bola de escanteio pode ser um "Deus nos acuda". Pode ser não. Vai ser!

- Joel Santana. Precisa explicar o por que?


Provável Escalação:

Paulo Victor; Welington Silva, Welinton, Marllon, Magal; Airton, Kleberson, Renato, Ibson; Deivid e Love


Meu Palpite:

Flamengo ganhará de 2x0. E nada mais digo!

VamoPraCimaDeles, Mengoooooooo!

OBS: NÂO HAVERÁ AS NOTAS DAS ATUAÇÕES DOS JOGADORES DO FLAMENGO NESSE JOGO

Vamos ao Birita do Urubu 2?

Vamos ao Birita do Urubu 2?


E chegou o grande dia do "#BiritadoUrubu". Em sua segunda edição, esse encontro surgiu da necessidade de reunir um grupo de amigos rubro negros que se conheceram no Twitter.

Veja as informações do encontro:



O Flamengo me "deu" pessoas muito especiais que estarão, junto comigo, nesse encontro. É imperdível para quem gosta de um bom papo rubro negro, com muita diversão!

Vamos nos encontrar?

Não se esqueça de seguir o perfil do evento no twitter e curtir a página no Facebook.

Pós-Jogo: Ponte Preta x Flamengo Brasileirão 2012

Pós-Jogo: Ponte Preta x Flamengo Brasileirão 2012



Mais 10 dias jogados fora. Com a atuação medíocre do Flamengo contra a Ponte Preta, onde gol do empate saiu aos 48 minutos do segundo tempo, seguímos um calvário que parece não ter fim. Como se não bastasse as falhas individuais, o conjunto do time não melhora.

Tempo para treinar é o que os técnicos pregam. Enquanto muitos reclamam da falta de tempo para treinamento (e tem motivos para isso), o treinador da diretoria do Flamengo tem tempo de sobra, insiste com a escalação de volantes e mais volantes e sofemos jogo após jogo com atuações que relembram os tempos mais surreais que o Flamengo passou ultimamente. Não sei o que é pior:  a forma como o time joga ou o que o técnico fala na entrevista pós-jogo.

Dê as notas para as atuações nos nossos jogadores

O que falar do jogo de ontem? Vou falar da falha bisonha do Magal no primeiro gol, da sorte do Renato Abreu, das furadas do Paulo Victor em algumas saídas de gol? Ou da eterna dependência de um lampejo do Love pra fazer um gol? O fato é que 90% de todos que acompanham o Flamengo sabiam que a única coisa que um meio de campo formado com Airton, Renato Abreu, Kleberson e Ibson podia nos dar era raiva E assim o foi. Como se não bastasse a falta de criatividade (o que é TOTALMENTE COMPREENSÍVEL), o espaço que o time da Ponte Preta teve para jogar, com falta de cobertura em TODO campo, escancara como o time do Flamengo é mal treinado.

O gol do Love que nos deu o empate no finalzinho do jogo até que deu um alívio, mas o sentimento não é de comemoração. Não dá pra comemorar um empate com a Ponte Preta, mesmo com o time jogando da forma que jogou. Ainda mais depois de tanto tempo que o JoHELL teve para acertar esse time e não consegue. E, confesso, isso me preocupa e muito porque fica a pergunta: se teve esse tempo todo pra acertar um time e não acertou, como ele vai acertar?

Sábado tem mais jogo, desta vez contra o Coritiba, um time muito mais arrumado que a Ponte Preta. E você sabe qual é a chance do Flamengo jogar melhor do que jogou ontem, né?

Seja que São Judas quiser. E que ele, como sempre, abençoe esse time aí. Só ele para nos ajudar!

Dê as notas para as atuações nos nossos jogadores

Pré-Jogo: Ponte Preta x Flamengo - Brasileirão 2012

Pré-Jogo: Ponte Preta x Flamengo - Brasileirão 2012



Sonho o dia que eu não terei que enfrentar o noticiário do Flamengo sem ter uma crise. Sem ter uma histórinha que faça a Nação e a arcoirisada comentar. Mas como sonhos não se realizam o tempo todo, temos que encarar não só o noticiário como os comentários do noticiário.

De o seu palpite na enquete aí do lado direito da página! ====>

Vai ser o primeiro jogo do Flamengo sem o Ronaldinho no time e não tenho idéia de como vai ser. Embora o time do Flamengo não jogasse em função do R10, o que, na prática, não alteraria muito o desempenho do time, as muitas versões sobre o relacionamento do R10 com os companheiros, me deixa com dúvidas se esse desempenho será melhorado.

O fato é que enfrentaremos a Ponte Preta, dentro da casa deles e a vitória, depois do empate contra o Internacional em casa, acaba sendo importante para somarmos três pontos e jogar pra fora a uruca do empate.

Quem pode desequilibrar a favor do Mengão:

- O Ibson estreiou muito bem. Sempre procurando jogo (o que é a sua característica), deixou muito rubro negro esperançoso na apresentação de um bom futebol. Que tal o gol da vitória, Ibson?

- Vagner Love tem tudo para ser o destaque do Flamengo no Brasileirão 2012. Inclusive foi o líder de indicações no #OpinaAí feito com essa pergunta.

- A ausência do Ronaldinho pode favorecer o Flamengo e é isso que eu espero! Pelo menos, não vai perder uma bola no mieo de campo que pode originar o gol do adversário.

Quem pode desequilibrar contra o Mengão:

- O meio de campo com 4 volantes (Airton, Luis Antonio, Kleberson e Ibson) pode fazer com que a bola não chegue ao nosso ataque e isso vem preocupando muitos ruro negros que gostam de discutir futebol. Embora o Kleberson e o Ibson corram muito e até tentem armar o time, o passe fica comprometido!

- Joel Santana. Precisa explicar o po que?


Provável Escalação:

Paulo Victor; Léo Moura, Welinton, González, Welington Silva; Airton, Kleberson, Luis Antonio, Ibson; Deivid e Love


Meu Palpite:

Flamengo ganhará de 2x1 em um jogo compicadissimo, com JoHELL errando nas substituições, para variar!

VamoPraCimaDeles, Mengoooooooo!




"O que está ruim, sempre pode piorar".

"O que está ruim, sempre pode piorar".


"O que está ruim, sempre pode piorar".

Quem é que nunca escutou essa expressão? Quem é que nunca usou essa expressão? Quem é que nunca se encaixou nessa expressão?

Se você nunca se encaixou numa situação pra usar essa expressão, conhece alguém que se encaixa. Ou então não viu a entrevista do Ronaldinho Gaucho no "Fantástico"(tinha direito a pedir música depois da terceira mentira?). Uma entrevista lamentável, sob todos os aspectos. Lamentável para a imagem de um jogador tão consagrado nos gramados, lamentável para o jornalista que a fez, lamentável para torcida do Flamengo que tanto o apoiou. Poderia ser o típico caso de vergonha alheia do ano, mas não vou me arriscar a dar esse título à ele. Até porque tem o beijo, estilo "Ti queiero" do Ponei Maldito (by Cris Marassi), que a Paty soltou no final de um vídeo direcionado a Nação.

Não tiro a razão do Ronaldinnho em entrar na justiça contra o Flamengo. Na verdade, eu fico imaginando o quanto o Ronaldinho (ou Assis ou o raio que o parta!) deve ter tentado resolver a arenga de uma forma amigavél. Não vamos tampar o sol com a peneira e achar que o cara é 100% vilão. Não o é. Até porque eu tenho minhas dúvidas que se ele voltará a jogar em alto nível num time de alto nível, com as molezinhas que ele tinha no Flamengo. E isso é uma opinião de uma pessoa que gosta de futebol, independente de ser rubro negra.

O grande fato dessa história toda é que 5 dias que o Ronaldinho saiu do Flamengo, ele já deu mais entrevista do que num ano e quatro meses como jogador do clube. Além do mais, me incomoda o fato dele NUNCA encarar as pessoas. Não sei se é timidez e quem conhece o cara diz que ele é tímido. Mas que incomoda, ah, incomoda.

Poderia descrever aqui várias outras impressões que tive ao ver (tres vezes) a entrevista que foi dada no Fantástico sobre a sua saída do Flamengo. E, mesmo revendo a entrevista algumas vezes, não consegui acreditar no que o Ronaldinho falava. E, vou te confessar, da última vez, nem cheguei até o final, tamanha vergonha.

Uma lástima. É mais um grande craque que o clube não soube aproveitar e que sai brigado com as pessoas que dirigem o Flamengo atual. E é mais um clube que o Ronaldinho não sai de maneira legal. Semelhanças e diferenças, que caminham lado a lado. Ou não.

Quem achou lamentável a cobrança dos R$ 40 milhões que ele está cobrando na justiça, deve ter achado lamentável a entrevista o "Fantástico"

"O que é lamentável, sempre pode ficar mais lamentável."