Violetas na janela




http://i.olhares.com/data/big/130/1302901.jpg

Um dos melhores livros que eu li na minha vida foi "Violetas na Janela".  Despertou em mim a curiosidade de um mundo que, até então, eu desconhecia. Ajudou-me a entender muita coisa, a tentar tirar, sempre, lições para a vida de momentos tristes e felizes.  Essa lições devem servir de inspiração para que erros não sejam novamente cometidos.  A introdução de Patricia, nome da personagem principal do livro, em um novo mundo desencandeia várias histórias lindas com aprendizados espetaculares.

O legal desse livro é que você vê que a personagem vai aprendendo conforme vai descobrindo cada etapa da evolução. Ela vai enxergando a realidade e vai aprendendo com os erros passados. E infelizmente isso não ocorre no Flamengo.

É claro que o torcedor que acompanha o cotidiano do Flamengo lembra como foi o fechamento do ano passado. Era a mesma apreensão que estamos agora, com recusas e incertezas que criam cada vez factóides. Não sabíamos quem o departamento de futebol, na época comandado pelo Zico, iria trazer para colocar no ataque do Mengão. Escrevi, inclusive, um texto aqui sobre a utilidade do F5. Os dois jogadores que chegaram vieram mais como bomba do que qualquer outra coisa. O Diogo não jogou 4 meses com a camisa do Flamengo e o Deivid nos faz ter a certeza que precisamos de outro atacante.

A verdade é que a janela do ano passado não nos trouxe violetas. Mas, mesmo assim, a diretoria do Flamengo deveria ter aprendido algo.

Embora ainda acredite que um atacante bacana chegará e ache que a diretoria está trabalhando (vale lembrar que esse ano chegaram ao Mengão nomes como Ronaldinho Carioca, Thiago Neves, Junior Cesar, Bottinelli, Vander, Airton), deixar as coisas para última hora dá a sensação de que nada foi feito. Além de se pagar mais caro, porque tudo em regime de urgência é mais caro, em qualquer ramo de atuação, a certeza de que a diretoria do Flamengo não aprende com erros do passado faz com que muitos torcedores fiquem incrédulos com qualquer promessa de nova contratação surgindo na Gávea.

Evoluir significa aprender. Aprender com os erros que são inevitáveis.

A Patricia do livro está a anos-luz a frente da Patrícia do Mengão.  Infelizmente.

Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.