Destaque RN: Zico






"Arthur Antunes Coimbra, mais conhecido como Zico (Rio de Janeiro, 3 de março de 1953) é o Zico

É considerado por muitos especialistas, profissionais do esporte e, em especial, pelos torcedores do Flamengo, o maior jogador da história do clube, e o maior futebolista brasileiro desde Pelé. Não são poucos também os que o consideram como o melhor jogador de futebol dos anos 1980, sendo chamado frequentemente no exterior de "Pelé Branco". É o maior artilheiro da história do estádio do Maracanã, com 333 gols em 435 partidas. Marcou 135 gols em campeonatos brasileiros.

Foi eleito como o terceiro maior futebolista brasileiro do século XX, o sétimo maior da América do Sul e o décimo quarto entre todos do Mundo, segundo a Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS). É um dos quatro brasileiros a figurar no Hall da fama da FIFA (os outros são Pelé, Garrincha e Didi). Foi eleito pela própria Federação Internacional de Futebol (FIFA), o oitavo maior jogador do século, o nono maior jogador do século XX pela revista France Football, o nono Brasileiro do Século no esporte, segundo pesquisa realizada pela revista IstoÉ, e o décimo maior jogador de todos os tempos pela revista inglesa World Soccer.
"

Confesso que para escrever o Destaque Rubro Negro de hoje, tive que procurar o Wilkipédia para manter os pés no chão. Falar de uma pessoa que você admira muito mas tem que contar um pouco da história dela, não basta você falar o quanto você a admira. E como esse espaço é pra falar disso, o Wikipédia me ajudou.

Embora saiba que tem muita gente que é Flamengo por causa do Zico, não sou assim. Eu sou Flamengo porque ele me escolheu. Tive essa graça e essa sorte. Fui abençoada e acredito nisso. O que não significa que não tenha um orgulho danado de ter o Zico como rei dessa Nação da qual faço parte. O Zico esteve nas mais importantes conquistas dnia história do Flamengo. Quase sempre como destaque absoluto de uma locomotiva que atropelava os adversários. Com ele e sua turma, o Flamengo ganhou uma magnitude que ganhou o mundo. 




Se o único porém da carreira do Zico foi um penalti mal batido contra a França na Copa de 1986, mesmo ele tendo convertido o dele na disputa de penalti do mesmo jogo,  a carreira dele no Flamengo com títulos e jogos memoráveis fazem dele o maior ídolo da história do clube que tem a maior torcida do Brasil. Então fazer as contas do quanto ele é admirado é chover no molhado.

Lembro-me do dia da despedida dele. E me emociono até hoje do meu encantamento de menina ao pensar o quanto ele era demais. O quanto era bacana o Zico fazer parte da história do time que eu torcia.





No último final de semana, saiu a noticia que o Rei estava internado. E veio uma coisa que eu não tinha pensado até então: o Rei é mortal. Por isso que temos que separar o Zico do Arthur, desde já. Tanto o Zico como o Arthur podem até ser mortais, mas, no meu coração e no de milhões de torcedores, o Zico e suas conquistas são eternas.

"Nós não somos imortais, porém, uma história bem vivida pode se tornar eterna!"
Mara Chan

Comente:



Um comentário:

  1. "Eu sou Flamengo porque ele me escolheu. Tive essa graça e essa sorte."

    Não vi Zico jogar... Tristeza profunda e eterna!
    Só me restam os vídeos antigos e os DVDs pra amenizar a situação...

    SRN!
    @RaflaelOliveira

    ResponderExcluir

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.