26 de julho de 2011

Destaque RN: Zico


>






"Arthur Antunes Coimbra, mais conhecido como Zico (Rio de Janeiro, 3 de março de 1953) é o Zico

É considerado por muitos especialistas, profissionais do esporte e, em especial, pelos torcedores do Flamengo, o maior jogador da história do clube, e o maior futebolista brasileiro desde Pelé. Não são poucos também os que o consideram como o melhor jogador de futebol dos anos 1980, sendo chamado frequentemente no exterior de "Pelé Branco". É o maior artilheiro da história do estádio do Maracanã, com 333 gols em 435 partidas. Marcou 135 gols em campeonatos brasileiros.

Foi eleito como o terceiro maior futebolista brasileiro do século XX, o sétimo maior da América do Sul e o décimo quarto entre todos do Mundo, segundo a Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS). É um dos quatro brasileiros a figurar no Hall da fama da FIFA (os outros são Pelé, Garrincha e Didi). Foi eleito pela própria Federação Internacional de Futebol (FIFA), o oitavo maior jogador do século, o nono maior jogador do século XX pela revista France Football, o nono Brasileiro do Século no esporte, segundo pesquisa realizada pela revista IstoÉ, e o décimo maior jogador de todos os tempos pela revista inglesa World Soccer.
"

Confesso que para escrever o Destaque Rubro Negro de hoje, tive que procurar o Wilkipédia para manter os pés no chão. Falar de uma pessoa que você admira muito mas tem que contar um pouco da história dela, não basta você falar o quanto você a admira. E como esse espaço é pra falar disso, o Wikipédia me ajudou.

Embora saiba que tem muita gente que é Flamengo por causa do Zico, não sou assim. Eu sou Flamengo porque ele me escolheu. Tive essa graça e essa sorte. Fui abençoada e acredito nisso. O que não significa que não tenha um orgulho danado de ter o Zico como rei dessa Nação da qual faço parte. O Zico esteve nas mais importantes conquistas dnia história do Flamengo. Quase sempre como destaque absoluto de uma locomotiva que atropelava os adversários. Com ele e sua turma, o Flamengo ganhou uma magnitude que ganhou o mundo. 




Se o único porém da carreira do Zico foi um penalti mal batido contra a França na Copa de 1986, mesmo ele tendo convertido o dele na disputa de penalti do mesmo jogo,  a carreira dele no Flamengo com títulos e jogos memoráveis fazem dele o maior ídolo da história do clube que tem a maior torcida do Brasil. Então fazer as contas do quanto ele é admirado é chover no molhado.

Lembro-me do dia da despedida dele. E me emociono até hoje do meu encantamento de menina ao pensar o quanto ele era demais. O quanto era bacana o Zico fazer parte da história do time que eu torcia.





No último final de semana, saiu a noticia que o Rei estava internado. E veio uma coisa que eu não tinha pensado até então: o Rei é mortal. Por isso que temos que separar o Zico do Arthur, desde já. Tanto o Zico como o Arthur podem até ser mortais, mas, no meu coração e no de milhões de torcedores, o Zico e suas conquistas são eternas.

"Nós não somos imortais, porém, uma história bem vivida pode se tornar eterna!"
Mara Chan
Espero que você tenha gostado desse texto! Segue no Instagram!

Um comentário:

  1. "Eu sou Flamengo porque ele me escolheu. Tive essa graça e essa sorte."

    Não vi Zico jogar... Tristeza profunda e eterna!
    Só me restam os vídeos antigos e os DVDs pra amenizar a situação...

    SRN!
    @RaflaelOliveira

    ResponderExcluir

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Postagens mais visitadas

Todos os posts deste blog