Flamengo não é só futebol









Com 63 pontos, Marcelinho quebra recorde em campeonatos nacionais



Menos de dois meses depois de quebrar o recorde de pontos - 45 - do Novo Basquete Brasil (NBB), Marcelinho foi além. Neste domingo, na mesma Arena da Barra, no Rio de Janeiro, o ala do Flamengo não apenas superou a própria marca como também tornou-se o maior pontuador de uma mesma partida na história dos campeonatos brasileiros. Anotou 63 pontos - 16 deles em cestas da linha dos três pontos - contra o São José e tirou o nome de Oscar, que tinha 59, do topo da lista. Os rubro-negros venceram por 101 a 89 e assumiram a vice-liderança da competição, atrás do Brasília.

Maurício Val/VIPCOMM

Marcelinho anota 63 pontos na partida contra o São José e quebra recorde brasileiro

Segundo as estatísticas da Confederação Brasileira de Basquete (CBB), o recorde nacional vigorava desde o dia 4 de abril de 1999, quando Oscar, defendendo o Mackenzie, marcou 59 pontos contra o Santo André. Em seu site oficial, no entanto, o Mão Santa considera como recorde a partida contra o Vasco, em que anotou 57 pontos, vestindo a camisa do Flamengo.

Oscar continua sendo, no entanto, o recordista de pontos em um jogo no Brasil: 74, pelo Bandeirante/Barueri, contra o Corinthians, no Campeonato Paulista.

Antes de Marcelinho, a marca anterior do NBB era do também ala Dedé, do Paulistano, que tinha feito 42 pontos contra o Araraquara, em março de 2009, ainda na primeira edição do torneio.

Na partida deste domingo, o ala do Flamengo estabeleceu ainda o recorde de cestas de três pontos numa só partida (16, contra as 14 de Oscar), e ficou perto do maior número de pontos em só tempo (38 contra 40 de Oscar).


Kobe Bryant como inspiração

A façanha de Marcelinho é para poucos. Os americanos Michael Jordan e Kobe Bryant, por exemplo, só alcançaram 60 ou mais pontos em uma partida cinco vezes na carreira. E um feito de Kobe inspirou o brasileiro: no dia 22 de janeiro de 2006, o craque do Los Angeles Lakers marcou 81 pontos contra o Toronto Raptors e registrou a segunda maior pontuação na NBA em todos os tempos, atrás apenas da contagem centenária de Wilt Chamberlain em 1962.

- Outro dia, estava assistindo a um jogo da NBA com a minha esposa e passou uma reportagem sobre os 81 pontos que o Kobe Bryant marcou uma vez. Apareciam os lances e ele comentava, aí eu falei brincando com ela que, num dia inspirado, de repente eu chegava aos 50 pontos. Hoje eu estava numa inspirada, muito feliz, e esse recorde foi fruto do ótimo trabalho da nossa equipe - disse Marcelinho.


Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.