15 de maio de 2022

Vamos falar do treinador de goleiros?


>





O Hugo falhou, de novo. Quando entrou no time, o Diego Alves falhou. O Santos, que não jogou três jogos seguidos, se machucou como nunca tinha acontecido na carreira. Será que não chegou chegou a hora de falar do treinador de goleiros do Flamengo? 

Sei bem que as falhas do Hugo irritam. Por muito menos, goleiros no mesmo Flamengo não tiveram tantas chances após as falhas. A paciência com o Hugo é imensa e incompreensível. Não me convence essa história do "vai colocar quem". 

Estamos falando de futebol profissional, que a performance deve contar e ser critério de escalação. Não estamos tendo isso e não quero acreditar que falha é um critério de permanência em campo. 

Além disso, a gente precisa normalizar a barração de jogadores após falhas que faz o time perder pontos seguidos. Ponto. 

Então, se o técnico continua escalando o mesmo goleiro que falhou outras vezes, o responsável por ele deve ser contestado. Tanto pela escalação em jogos como no treinamento que não corrige valências físicas que anda sendo responsáveis pelas falhas do jogador.

Já passou da hora da contestação do profissional. Sem isentar o Hugo das falhas, é preciso observar o trabalho do treinador de goleiros.  Não é possível tantos erros seguidos, além das lesões. 

Saudações! 

Espero que você tenha gostado desse texto! Segue no Instagram!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Postagens mais visitadas

Todos os posts deste blog