9 de novembro de 2021

Volta a ser protagonista da sua história, Mengão!


>







Depois de uma atuação muito ruim do Flamengo, é bastante comum apontarmos culpados e procurar no passado os acertos que não temos mais. É incrível como o time do Flamengo não tem acerto e não é o primeiro jogo que acontece. Não tem uma coisa pra se apegar e suportar o desarranjo que temos entre time, técnico, arbitragem e bola. Sim, falta MUITA bola no time do Flamengo.

O ápice do destempero foi a expulsão por agressão de um jogador que a gente reclama por estar morto em campo (e ontem até fez um jogo melhor). Everton Ribeiro, que vem sendo massacrado dentro de campo com jogos seguidos sem descanso e fora de campo com suas atuações bem abaixo do nível, simplesmente se descontrolou e deu um pisão que resultou na expulsão de campo já no final da partida contra a Chapecoense. Tudo bem que o juiz deixou de marcar uma falta que o cara puxa, tenta agarrar e com aquela arbitragem estava todo mundo de saco cheio mesmo. Mas o Everton Ribeiro foi expulso. Tem noção do quanto isso é sintomático?

Eu poderia falar do Bruno Viana repreendendo o Renato no fim do jogo, depois de uma falta cometida de forma bisonha. Poderia falar de como o Arão saiu do jogo atordoado. Poderia falar de como um técnico coloca um jogador no gol que não tem o mínimo cacoete de goleiro.  Poderia falar do Ramon desesperado na linha do fundo e cruzando sem jogador na área. Poderia falar do Bruno Henrique que não acerta passe lateral. Poderia falar do Gabi jogando fora da área e o quanto isso prejudica o time porque não tem ninguém pra fazer gol. E quando ele está na área, perde gols inacreditáveis (ontem foi na cara do goleiro, sem nem zagueiro pra atrapalhar). Mas não vou falar também das falhas defensivas do Matheusinho, de como o time do Flamengo não consegue trocar 5 passes pra frente, de como perdemos o poderio ofensivo e nos transformamos num vazio de ideias.

Não podemos nos enganar que não se tem apenas um protagonista nessa bagunça generalizada. Entendo que o time está cansado (e é uma boa bengala), que a arbitragem é protagonista dos resultados do time e isso é muito grave, que os desfalques são importantes demais para ignorar. Mas o desempenho do time é tão protagonista quanto isso tudo e uma coisa não anula a outra. As substituições ruins do Renato, que ontem colocou o Vitinho na lateral esquerda, a falta de articulação no meio de campo sem movimentação pro trabalho com laterais, o meio de campo sem recomposição, o ataque engessado não podem deixar de serem cobradas do técnico e dos jogadores, um monte de homens campeões, barbados e que deveriam ser responsáveis pelos seus desempenhos.

Bravatas de dirigentes em redes sociais, pressionados pelos resultados e pelas péssimas escolhas, inclusive na manutenção de um técnico que teve o seu prazo de validade abreviado por derrotas acachapantes não me comovem como outrora. E não deveriam comover quem está há rodadas falando que vai dar merda, que o trem está fora dos trilhos. O torcedor pode ser até passional mas bobo não é. Não mais. E tratá-lo como bobo, como se não soubéssemos quem são os protagonistas do que estamos presenciando, é só atrasar a recomposição do trem nos trilhos. Enquanto o trem está fora dos trilhos, o caminho certo não será tomado.

O que desejo é que o Flamengo, seu técnico e jogadores, voltem ao protagonismo único da sua própria história. Um time milionário e campeoníssimo deveria vencer o time que tem uma das piores campanhas da história do brasileiro de pontos corridos, com um jogador a mais. Apesar da arbitragem. Apesar do técnico.

Não deixar arbitragem, cansaço e ausências serem protagonistas da história do Flamengo em 2021 é o maior desafio para se terminar uma temporada que poderíamos até ter tudo mas escolhemos dividir e podemos acabar sem nada.

Volta a ser protagonista da sua própria história, Mengão. Dá tempo pra esse fim de temporada!

Até a próxima!



Espero que você tenha gostado desse texto! Segue no Instagram!

Um comentário:

  1. PERFEITO SEU TEXTO, DANI! COMO SEMPRE SENSACIONAL E MILIMÉTRICA NAS PALAVRAS!

    ResponderExcluir

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Postagens mais visitadas

Todos os posts deste blog