O mesmo blablabla que preocupa!










A grande parte do elenco do Flamengo se reapresentou no Ninho do Urubu para o inicio dos trabalhos para o ano de 2018. Dos jogadores mais caros aos da base que foram integrados ao profissional,  finalmente temos todos reunidos.

Porém, diferente dos outros anos, a única coisa que vi alguma coisa do dia de ontem do Flamengo foi a coletiva de quem comanda o futebol. Sempre consumi muito Flamengo, de textos apaixonados com erros gritantes de Português a programas de Youtube que o cara nem sabe que eu existo. Mas confesso que, de um tempo para cá, consumo bem menos. Não foi o amor que diminuiu, foram os discursos que se esvaziaram. E discurso vazio é igual a mentira sincera: não me interessa.

Atrás de tirar a minha impressão sobre discursos vazios no futebol do Flamengo, acompanhei a entrevista do Rodrigo Caetano e do Ricardo Lomba. De tudo o que foi falado e explicado, dentre as coisas certas e erradas (considerando a minha opinião, assim como você tem a sua), o mesmo blablabla de sempre preocupa demais para o ano que se inicia. Não dá para bater palma para um diretor que enaltece o fato de todo o elenco se apresentar no dia marcado, como se não fosse uma obrigação de funcionário que recebe para isso, dentre outras coisas. Não dá para passar em branco a frase "Quando falamos que muitas vezes existe um julgamento simplista do resultado, o que nos faz enaltecer o elenco são atitudes" quando o mesmo enalteceu a apresentação sem faltas, como se isso fosse um gol marcado, aquele gol que  faltou nas duas finais que perdemos ano passado, por exemplo.

É impossível ignorar a conformidade com a qual o Lomba e o Caetano falam do elenco do Flamengo, como se houvessem várias posições sem problemas de desempenho algum. Temos problemas de desempenho em laterais, no segundo volante, no atacante finalizador. E olha que estou considerando que, mesmo em fase ruim, Everton Ribeiro, Diego, Geuvânio são capazes de resolver esses problemas de desempenho em outras posições.

Parece, mais do que nunca, urgente o futebol do Flamengo definir o conceito do que é obrigação e do que é virtude. Por que depois da fala do Rodrigo Caetano de ontem, tenho certeza de que há uma mistura tão grande desses conceitos, básicos, que deixam qualquer entrevista, de qualquer membro do futebol, com a impressão que é tudo mais do mesmo. Como um bom discurso vazio.

Saudações!


Comente:



2 comentários:

  1. Como é triste e lamentável ter que concordar com esse texto. . .
    #QueroDeVoltaMeuFLAMENGOVencedor😢

    ResponderExcluir
  2. Como é triste e lamentável ter que concordar com esse texto. . .
    #QueroDeVoltaMeuFLAMENGOVencedor😢

    ResponderExcluir

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.