Mais um calote da gestão Patricia Amorim





Eu não sei quantos são e, sinceramente, nem procuro saber muito. Confesso que o momento que estou passando e a distância que estou do Flamengo me faz deixar certos assuntos em segundo, terceiro plano. Mas, ao ver um comentário no twitter do Bruno Cazonatti, fui procurar informações sobre mais um calote aplicado pelo Flamengo no mercado. Dessa vez, achei num blog sobre o Avai. Sim, refere-se a contratação do Renato Santos e do Cleber Santana.

Deve estar sendo difícil pra atual administração do Flamengo manter os salários pagos (e não é a toa que estão atrasados). Além de uma das folhas de pagamento mais caras do Brasil, não é segredo que o Flamengo não tem patrocinio master e, claro, falta dinheiro. Para um clube que não é rico e que paga contas de outras gestões, o adiantamento de receitas e empréstimos com juros imorais vai afastando, cada vez mais, o Flamengo dos sonhos do rubro negro de boa fé.

O calote em cima do Avaí, da segunda parcela do negócio feito pelos dois jogadores supracitados, é lamentável. Não cumprir acordos parece mesmo ser o forte dessa gestão e esse tipo de ranço é um ranço que a história do Flamengo, dentro de campo, não merece.

Pra dar calote Avaí, que depende do pagamento do Flamengo pra pagar salários dos jogadores, é melhor não contratar jogador ou mandar embora jogador que custa os olhos da cara e não joga nada.  É melhor o vice de finanças não ir pra Rússia contratar jogador que serve como garoto propaganda de campanha municipal para a mandatária do Flamengo.

Um novo tempo, sem Flamengo figurando como claoterio em blog de torcedores adversários, é o que desejo pro Flamengo.  E acho que o Flamengo, que sempre nos deu tantas alegrias, merece!





Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.