Ele só pode estar de brincadeira







Prefiro acreditar que a entrevista do Dorival, após o jogo contra o Bahia, se mostrando satisfeito com o que o Flamengo mostrou em campo tenha sido para não "deixar a peteca cair". Prefiro acreditar que ele percebeu o erro estupendo na escalação do time e nunca mais escale Ibson, Renato Abreu e Léo Moura num mesmo meio de campo. Prefiro acreditar que o jogo contra o Bahia tenha sido mais mérito do time que tem a melhor campanha do segundo turno do Brasileirão, do que demérito nosso. Prefiro acreditar que o Dorival não tenha se rendido a panela eterna do Mengão, panela essa que faz mais mal do que bem. Ah, como eu prefiro acreditar.

Se Sergio Reis, o cara que diz que "panela velha é que faz comida boa", tivesse visto, há anos, esse time do Flamengo com esses jogadores, não cantaria e muito menos acreditaria nessa esparrela. A panela do Flamengo, com jogadores que estão mais perto da aposentadoria que qualquer outra coisa, não fez comida boa, nem sequer fez alguma coisa que parecesse com comida. O jogo, assim como a atuação do Flamengo contra o Bahia, foi uma porcaria.

Esperei mais de 24 horas para escrever um texto sobre um jogo que me deixou triste. Ledo engano achar que a minha tristeza passaria. Não passou. Acho que nem quando o Flamengo perdia na época do JoHELL aqueles jogos horrorosos, tipo Corinthians e etc, eu fiquei tão triste. Com o JoHELL, eu ficava triste, puta. Nesse jogo contra o Bahia, ao perceber que o Dorival se rendeu a panela velha do Flamengo e parecia mais um Cosplay do JoHELL do que um técnico de futebol, que eu tinha esperança de fazer um trabalho bacana,  a minha tristeza veio à tona. E sem me gabar por ser "gato mestre", o jogo poderia ter mais um tempo, de quarenta e cinco minutos que o Flamengo não faria gol. São Judas é santo, é parceiro, mas temos muita divida desde a época do JoHELL.

Mas prefiro acreditar que foi um lapso e que o Dorival não é uma marionete na mãos dos paneleiros. Prefiro acreditar que eu tenha entendido errado que ele gostou do Flamengo contra o Bahia. Até porque eu acredito o trabalho do Dorival. Acredito que ele é um técnico que possa montar um elenco competitivo para o Flamengo fazer um 2013 melhor que um 2012.

Prefiro, MESMO, acreditar, que o Flamengo TEM JEITO! E EU não estou pra brincadeira!



Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.