Energia Flamenga! Por Dani Souto











"Oi gente. Eu sou a Dani, uma minina rubo nega de cuato anos. E cuando o Famengo foi campeão do mundo gandão eu tava momindo. Porque momir é o que quianças de cuato anos fazem a essa hora. Então, gente, eu nao vi a festa lindona que tomou conta das ruas do Basil. Mas nem por isso eu deixo de ter a exata noção da gandiosidade do que os meus helóis fizeram. Eles não são o máximo?"

30 anos depois........

Obrigada ao Flamengo por me abençoar e ter me escolhido para eu fazer parte dos seus. Esse é o tipo de coisa que nunca vou cansar de falar, escrever e propagar!

Esses caras que ganharam o mundial são o máximo, né? Não conheço um rubro-negro (e olha que conheço centenas de gente como eu, rubro-negro de alma), que não tenha um respeito profundo por essa geração de ouro do Flamengo. Geração que conquistou TUDO com o Manto, que colocou o Flamengo numa altura, num pedestal, numa posição que te faz ser assim, prepotente, desafiador e soberano perante à todos os outros. Eles te deram argumentos suficientes para que você seja sempre esse vencedor, que bate no peito e tem um puta orgulho de ser rubro-negro flamenguista.  Entendeu a importância? Senão entendeu, vou falar de mim para que você possa entender.

Nunca neguei que o Flamengo é uma referência na minha vida. Mesmo. Além de ter definido que a minha relação para com ele é de amor e não de ódio, as lições que Ele me ensinou (e ensina) me fazem uma pessoa melhor. E como se não bastasse isso, o Flamengo me deu pessoas lindas que estão na minha vida. Só por elas bastariam esse meu amor pelo Flamengo. 

Como agradecer a minha mãe por ter me vestido de Flamengo mesmo quando eu não sabia o que era isso? Como agradecer ao tio que me deu a noção do que era ser campeão do mundo de uma maneira tão linda, abrindos os braços pra mostrar que o mundo era grandão?  Aí, passa um filme e eu me lembro da minha madrinha que perdi esse ano que era uma portuguesa rubro-negra que os olhos brilhavam quando falavam do Zico. Com o filme passando, lembro das vezes que a minha irmã levou a pirralha pro Maracanã, da maneira linda que a minha mãe me ensinou a torcer pelo o Flamengo e da relação espetacular que construi com o meu irmão tendo como fundo o nosso amor pelo Flamengo. 

Pensa que acabou?  Além do Flamengo ter me aproximado da minha família, ele colocou na minha vida pessoas fundamentais, amigos inacreditáveis. Meus melhores amigos são rubro-negros. O melhor amigo é um conhecedor tão profundo da história do Flamengo que me mata de orgulho e a melhor amiga tem um amor tão puro pelo Flamengo que me fez ser uma torcedora melhor!  Fora as pessoas ESPECIAIS que falo diariamente que são rubro-negras, amigas lindas que comungam desse amor tão lindo...

Sei que a relação que eu tenho com o Flamengo, pela importância que ele tem na minha vida, não é rara. Igual a mim, tem um bocado de gente assim. Mas é por essa importância é que eu comemoro cada data bacana que enaltece tudo o que o Flamengo conquistou. Comemoro mesmo, porque SER FLAMENGO é bom demais! Esse time de 1981 foi inacreditável. Nem todas as palavras do mundo são capazes de definir o que esses caras são. Simples e complexo assim.

Então o meu agradecimento por essa alegria de ser Campeã Mundial e que acaba englobando tudo o que é ser Flamengo vai além do Obrigada pra esses caras inesquecíveis, os meus heróis de sempre.  O meu agradecimento é pra toda a ENERGIA FLAMENGA que tem ao meu redor. E nisso está incluido as pessoas, os fatos, os exemplos e, principalmente, o IMENSO ORGULHO que eu tenho de ser rubro-negra flamenguista!

Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.