13 de março de 2022

O 14 que me deixa sem palavras!


>




Poucas coisas na vida me deixam sem palavras para descrever um momento. Poucos jogadores que vi jogar tem um ritmo próprio de jogo, que destoa dos demais.  Conto nos dedos as vezes me encantei ao ponto de achar o advérbio de intensidade "pracaralho" pouco para descrever a atuação de um jogador.  Imagina a minha satisfação, aspira, em ter tudo isso no Flamengo, me fazendo sorrir jogo após jogo. 

Muita gente tem inúmeras lamentações da final da Libertadores. A minha maior é o Arrascaeta não ter jogado 50% do que poderia. 

Sei bem que os adversários das boas atuações do Arrascaeta do início de ano são discutíveis porém a seriedade que ele joga e a competência da execução das jogadas me traz uma paz que não sei explicar. Deve ser porque o Manto ta sendo bem tratado em campo e eu gosto muito disso. Deve ser porque é a certeza de que teremos esforço em campo. Deve ser porque demoramos demais pra encontrar um jogador que me remete ao Zico. Sim, o ritmo próprio que ele tem num jogo me remete ao Zico. Percebeu que usei três vezes o "Deve ser"? Deve ser porque não sei explicar essa paz que sinto. 

Tomara que a gente ainda veja o Arrascaeta por algum tempo com o Manto. É um jogador diferenciado, tanto na técnica refinada quanto na disposição em campo. 

Vida longa ao nosso 10 que veste a 14. Ele está eternizando um número de camisa. É a 10 do Zico. Será a 14 do Arrascaeta. Acha que sou uma emocionada?  Sou nada. Sou apenas uma torcedora que conhece minimamente a história do Flamengo e está vendo um jogador épico em ação pelo meu time do coração. Vai por mim. 

Até a próxima! 

Espero que você tenha gostado desse texto! Segue no Instagram!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Postagens mais visitadas

Todos os posts deste blog