Não desistir deveria ser obrigatório!



"Sabendo que era impossível, foi lá e fez."  "Isso aqui é Flamengo" "Vencer, vencer, vencer". 

Era apenas uma semifinal de Taça Rio de um campeonato que o Flamengo já está na semifinal.Valia nada, teoricamente. Teoricamente, lógico. Por que, na prática, o técnico saiu de campo passando mal antes do jogo terminar, tivemos jogadores brigando, literalmente, por cada bola como se fosse semifinal de Libertadores e muita, mas muita comemoração nas arquibancadas com o gol no finalzinho do jogo, tal qual foi na semifinal da taça Guanabara. Só que, desta vez, o gol coroou a atuação de um time que não desistiu. É difícil não desistir Flamengo? Nem sempre a gente vai conseguir reverter um placar mas, se não desistirmos, tem sempre a possibilidade de um zagueiro adversário truculento entregar a paçoca. Seja com 11 ou com 10 em campo, como foi em todo segundo tempo.

O Flamengo entrou em campo com Vitinho, Uribe e Ronaldo no lugar do Diego, Gabigol e Cuellar. O resto do time foi o chamado titular e teve como destaque, de novo, o craque do time, o Everton Ribeiro. Soberano, jogando fácil e com direito a bater pênalti como se estivesse brincando com o pequeno Guto em casa, Everton Ribeiro é o 7 que a gente merece. Cracaço de bola, sou muito fã.

A menção honrosa vai para o Rene, que fez o primeiro gol e para o Léo Duarte. Léo Duarte é o zagueiro que não afina, não desliga e não deixa atacante se criar. Isso tudo sem ser desleal e truculento. Rene é um lateral tão regular que quando faz uma partidaça como a dessa semifinal, a maioria nem dá tanto valor. Mas o nosso 6 vem numa crescente boa e lembra até outros lateriais que fizeram gols em clássicos.

Quanto ao Bruno Henrique, está lá de castigo. Espero que aprenda com a imbecilidade que fez.

Flamengo está na final da Taça Rio e na próxima semana tem Libertadores. Do time que esteve em campo na semifinal, eu colocaria o Léo Duarte, Vitinho, Uribe e Ronaldo.

Foi uma grande vitória, de um time que não desistiu de ir atrás do placar. E, por isso, merece toda a vibração e as palmas que tiveram no Maracanã.

Saudações!


Flamengo anuncia patrocinador master para 2019 e 2020


O Flamengo anunciou, mesmo não passando pelo CODE, o acordo fechado com o banco digital BS2 para ser o patrocinador master no manto.

O acordo tem o pagamento de um valor fixo de R$ 15 milhões por ano e um acréscimo de acordo com a participação do clube na venda de produtos da BS2. Neste caso, a aposta é de que a força da torcida vai aumentar a arrecadação para o clube.

O clube estima, "de forma conservadora", uma arrecadação anula superior a R$ 30 milhões. O contrato só entrará em vigor após análise e aprovação do Conselho Deliberativo.

Quando eu segui o perfil do Banco no Twitter, ele tinha um pouco mais de 5 mil seguidores. Na semana passada, não tinha nem 2 mil. O numero vai continuar crescendo. Você duvida?

Manto feminino e masculino de 2019 são lançados!



A adidas lançou o manto 1 para o ano de 2019. Pela primeira vez, lançaram o Manto feminino junto com o masculino e sem aquele decote todo igual dos anos anteriores. A mulherada agradece.
O produto será exclusividade das lojas oficiais do Flamengo por uma semana, até o próximo dia 30. O valor será de R$ 249,99 no modelo masculino e R$ 229,99 infantil e feminino. 

A nova camisa tem listas mais finais e que vão até as mangas como novidade. Há ainda a inscrição "Mengo" nas listras vermelhas. O novo uniforme de goleiro terá o azul como cor predominante.
Segundo o GE, entre abril e maio será lançado o novo uniforme número 2, branco, que terá como novidade o escudo de remo do clube. 



A um passo da elite do Volei

A um passo da elite do Volei

Flamengo vence Franca, avança à semifinal da Superliga B e fica a um passo da elite; veja os duelos

O Flamengo está a um passo de voltar à elite do Volei Nacional. E esse um passo significa passar para as finais da Superliga B. Esse é o próximo desafio.

O Flamengo se classificou para as semifinais da Superliga B depois da vitória contra o Franca por 3x0. No jogo passado o Flamengo venceu por 3x2. Assim, fez 2x0 na série e passou para as semifinais.

Agora, o Flamengo encara o Maringá, do Paraná. Se passar pelo Maringá, etará classificado para a Superliga, a elite do Voleibol Brasileiro. 

Everton Ribeiro é o craque que o time precisa!



Absolutamente encantada. É assim que estou com o Everton Ribeiro, já há algum tempo. Mas contra a LDU, assim como foi contra o San José, ele foi sublime, foi onipresente e teve sua atuação coroada com o primeiro gol do jogo, o seu primeiro gol no ano.

Everton Ribeiro, com a sua movimentação, categoria, visão de jogo, senso de coletivo, não me faz ter duvida alguma em apontá-lo como o craque do time em 2019. Embora Diego Alves seja decisivo pegando penalti, Gabigol marcando gol em todo o jogo, a entrega do Everton Ribeiro que nem sempre aparece para o torcedor me faz ter esse encantamento com ele. Se ele tivesse um lateral direito para jogar com ele destemido, coisa que o Pará não e, o seu rendimento poderia melhorar ainda mais.

O jogo contra a LDU escancarou o quanto Everton Ribeiro é importante para o time ter um bom desempenho.

Bom rapaz, pai do mascote pé-quente rubro negro e respeitoso com o adversário, ele é o craque que o time do Flamengo precisa. Vida longa ao Everton Ribeiro no time e no Flamengo.

Saudações!

Time está de parabéns!



Mais uma noite para se guardar no Maracanã. Aos poucos, a gente vai criando essa identidade da Libertadores em casa, com vitórias e boas atuações. O 3x1 alegrou o meu coração e me deixou em êxtase. Ah esse Flamengo danado que tanto amamos.

Embora tenha perdido a chance de ter matado o jogo logo no primeiro tempo e ter levado um susto com o penalti - que foi defendido pelo Diego Alves - no fim do primeiro tempo, o Flamengo se impôs no segundo tempo e fez a torcida no Maracanã dar um show que todo rubro negro se orgulha.

O Flamengo iniciou tanto o primeiro quanto o segundo tempo muito mal, deixando a LDU jogar do jeito que quis. Mas não durou muito. o Flamengo retomou as rédeas da partida, numa noite de boas atuações de Evertron Ribeiro, Gabigol e da dupla de zaga. Isso sem falar no Diego Alves, que pegou um penalti e fez duas defesas importantes, uma no primeiro e outra no segundo tempo.

Noite de vitória e as críticas ficam um pouco pra escanteio. Vamos comemorar a boa atuação, a liderança do grupo e essa folga na Libertadores. Dois jogos, duas vitórias, objetivo cumprido. Time está de parabéns.

Flamengo entra em campo pelo Carioca, no sábado. Pela Libertadores, tem jogo só no inicio de Abril.

Fla Volei vence e se classifica na Superliga B

Fla Volei vence e se classifica na Superliga B
Flamengo avança às quartas em segundo lugar — Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

O Flamengo venceu a última partida da primeira fase da Superliga B. Em jogo cancelado por causa da tragédia no NInho do Urubu, o Flamengo bateu o Londrina no tie break. As parciais foram 25/21, 19/25, 25/14, 21/25 e 15/8.

Com o resultado, o time carioca manteve o segundo lugar na classificação geral – Valinhos foi o primeiro colocado – e encara o Franca nas quartas de final da competição.

Vamos atrás da classificação, meninas.

Saudações!


Ninho do Urubu liberado mas nem tanto!




O CT do Flamengo foi liberado, parcialmente. Depois de correr para cumprir todas as exigências dos bombeiros, o time profissional passará a usar novamente o CT e a não treinar mais na Gávea.

Estão liberados, para seus devidos fins, os campos, a academia, o vestiário e o refeitório, sendo que este apenas para alimentação de atletas e funcionários, estando proibido o cozimento de alimentos no local.

Ou seja, a parte para os meninos do Ninho, que dependem da estrutura para se desenvolver, morar, se alimentar, descansar, continua interditada.  Os garotos de 14 a 17 anos se juntam aos do Sub-20 em treinamentos no CT do Audax. A apresentação foi ontem na Gávea.

Se até a próxima semana o Ninho do Urubu não for liberado, os jovens de famílias que vivem fora do Rio e estão em hotel na Zona Oeste, podem voltar para casa até que as pendências sejam resolvidas.

Uma vez liberado, o Flamengo, colocará as categorias de base no módulo que era do profissional, próximo ao campo 5. O espaço onde aconteceu a tragédia já foi desativado e os conteiners removidos.

Grande vitória do Fla Basquete contra o Minas



Foi uma vitória robusta, daquelas para se bater palmas. Derek teve uma tarde iluminada com 27 pontos e o Flamengo conseguiu vencer o Minas com propriedade no Tijuca Tenis Clube por 82 a 60. 

O jogo começou meio morno. O Flamengo terminou apenas um ponto a frente no primeiro tempo. Porém, no segundo tempo, mesmo com o calor que fez no Tijuca, o time jogou basquete de alto nível e terminou o jogo com a vantagem de 22 pontos.

O Flamengo chegou a 17 vitórias e quatro derrotas no NBB11, confirmando a passagem para as quartas de final da competição. O Flamengo volta à quadra na próxima terça-feira (12), às 20h, quando enfrenta Bauru no Tijuca Tênis Clube.

Primeira derrota na Superliga B



Estávamos invictos na Superliga B até enfrentar o Valinhos. Mesmo lutando muito, o Flamengo perdeu por 3x0 e teve a sua primeira derrota  na competição.

Por causa desse resultado, o Flamengo passou para a segunda colocação na tabela da Superliga B. Porém, o Flamengo ainda tem um compromisso pela frente e a vitória em 3 sets volta a garantir o Mais Querido no topo.

O próximo confronto será na quarta-feira, contra a equipe do Londrina, fora de casa.

Até quando o cenário será desculpa para o mau rendimento?


Não é coincidência que o Flamengo tenha levado gols dos adversários nos últimos momentos dos dois últimos clássicos. Não é coincidência o time não conseguir definir os jogos com as oportunidades que tem. Não é coincidência a postura pastel do time, que tem como comandante um técnico irônico numa coletiva que acabou de ceder um empate, num clássico com seu maior rival. Não é coincidência simplesmente porque coincidências não existem.

Por acreditar que elas não existem, é que meu emputecimento com o jogo de ontem extrapolou qualquer "mas é carioca, carioca não vale nada."  Vale sim. Vale sim porque na hora de criticar um time, vem com um "nem carioca ganharam". Então, como não vale nada?

No jogo passado, da Libertadores, que o time venceu na altitude, se superando, não deveria falar da estratégia errada adotada o tempo inteiro no jogo, que fez com que os nossos jogadores corressem mais e que, se não fosse o Diego Alves, sairíamos goleados pelo poderoso San José. Foi um erro estratégico que poderia ter custado a vitória.

No jogo contra o Vasco, que o time criou oportunidades, não deveria falar da forma covarde que o Flamengo jogou, entregando a bola para o Vasco, tanto no primeiro quanto no segundo tempo porque é um time que não joga muito, teve até um bom desempenho criando as tais oportunidades e quase saiu com a vitória.

Mas o time do Flamengo não consegue definir os jogos que têm oportunidade e isso é antigo. O time, seja qual for a formação, acha que vai definir a partida na hora que quiser. Foi assim contra o Fluminense e contra o Vasco. Foi assim em outros tantos jogos nos últimos 3 anos, pelo menos. Continuará sendo assim enquanto tivermos a displicência escancarada no lance do Rodinei ou um técnico que não se conecta com a realidade, como o irônico Abel.

A pergunta que fica para mim é: até quando teremos o cenário como desculpa para o mau rendimento?  Porque o rendimento, seja qual for o time, está ruim.

Nosso próximo jogo é pela Libertadores, no Marancaã. Nossa estreia na competição em casa. Vamos ver se a ironia do técnico acaba, a atenção nos últimos momentos aumenta e o capricho na finalização aparece.

Saudações!

Arrascaeta não é reserva do time do Flamengo



Se teve uma coisa boa o desastroso empate do Flamengo contra o Vasco pelo Carioca 2019, foi a atuação do Arrascaeta. Livre e solto para criar, o uruguaio foi um dos destaques em campo, como deve ser a maior contratação  da história do Flamengo.

Eu não consigo entender a colocação do Abel após o clássico que, se alguém der mole, o Arrascaeta vira titular. Com todo o respeito até ao Diego, meu capitão, o Arrascaeta não pode ficar no banco. Não dá para dispensar, com a inoperância que temos na criação de jogadas, que um jogador com um passe bom como ele, que tem boa visão de jogo e chega bem ao gol, fique de fora. Até para lançar bola para aproveitar a velocidade do Bruno Henrique, que parece ser a única jogada que o time do Abel conhece (fora cruzamento na area, seja de lateral ou lateral na intermediária), a qualidade do passe do Arrascaeta é importante.

Que seja no lugar do Diego ou no do Arão, que seria o mais aceitável, uma coisa que eu sei é que o uruguaio não pode ficar no banco.

Saudações!

É hora do time alternativo entrar em campo!


Tem Mengão em campo pelo Carioca e, já pensando no jogo da Libertadores na quarta-feira, o técnico Abel vai colocar em campo um time alternativo, com zagueiro improvisado e meio de campo com dois volantes de origem.

Embora ache que perdeu um tempo precioso para testar alternativas para um time titular que não consegue encaixar uma forma de jogar decente, não há outra alternativa no jogo de hoje do que descansar vários jogadores do time titular, principalmente depois do jogo na altitude.

O provável Flamengo em campo hoje será: César, Rodinei, Thuler, Hugo Moura, Trauco, Piris, Ronaldo, Éverton Ribeiro, Arrascaeta, Vitinho e Vítor Gabriel.

Com 2 vitórias em 2 jogos disputados até aqui na Taça Rio (2º turno do Carioca), o Flamengo lidera o Grupo B com 6 pontos. Em segundo está o Cabofriense, também com 6 pontos. O Bangu aparece em terceiro com 3, enquanto na quarta posição vem o Botafogo, com um. Em 5º e 6º aparecem Resende e Boavista, também com 1 ponto cada.

O jogo de hoje é às 19h e será transmitido pelo Premiere.

Vamos Flamengo!

Dééééééz, nota 10 para o Diego Alves!



Eu sei que essa imagem não é do jogo contra o San José mas poderia ser. Nada mais justo do que o capitão abraçar o goleiro depois da atuação que ele teve ontem. E, te digo: há algum tempo não vejo uma atuação dessa, de um goleiro, com o Manto sagrado.

Acrescente em todas as defesas do Diego Alves um bônus. Com a altitude, a bola chega mais rápida, mais veloz e dificulta as defesas. Se para os jogadores não ter ar prejudica, a velocidade da bola é o grande problema para o o goleiro. E Diego Alves "passanada" foi bem demais. Merece todo o bônus de quem fez, com certeza, a melhor atuação dele com o Manto.

Se Gabigol garantiu nossa vitória contra o San Jose na estreia da Libertadores, o Diego Alves evitou nossa derrota. Não foi a toa que foi eleito o melhor em campo.

Saudações!

Credo, que delícia!



Sai pra lá, tabu! Com uma atuação sofrida mas histórica,o Flamengo estreou fora de casa com vitória em cima do San José, na altitude e fez a nossa alegria na terça-feira de carnaval.

Eu sei que é covardia falar a atuação do time numa altitude que fez jogadores perderem o ar, literalmente. Porém, da atuação todinha do Flamengo contra o San José, só queria mencionar como é difícil pro nosso técnico entender que o time precisa saber jogar de acordo com as situações do jogo. Num jogo como esse, com o time MUITO superior ao adversário e na altitude, o Flamengo precisava da posse de bola para fazer os nossos jogadores correrem menos. Tivemos um time justamente fazendo o oposto disso. Sorte nossa que o Diego Alves fez a melhor atuação com o Manto e não passou nada por ele. Com 6,7 defesas ao longo do jogo, o resultado poderia ter sido diferente. Como não foi, é para glorificar de pé o entrosamento do Gabigol com o Bruno Henrique e comemorar a inédita vitória em estreia fora de casa na Libertadores.

A altitude foi mesmo o maior adversário que o time teve mesmo com o Abel no banco. Rene pregado, Diego meio perdido, Pará quieto no canto, Arrascaeta lento demais. Menos mal que tivemos Diego Alves, Leo Duarte, Rodrigo Caio, Bruno Henrique e Gabigol com atuações dignas de 10, nota 10.

Sofremos, mas vencemos.  Agora temos 3 jogos em casa seguidos para garantir logo a classificação para as oitavas de final e não dar sopa para o azar. Até porque azar e Libertadores andam juntinhos quando o assunto é Flamengo.

Próxima semana tem mais Libertadores e desta vez é no Maracanã.

Vamos, Flamengo!