Flamengo vai atrás do bi mundial no Basquete



A partir desta sexta-feira, 15, teremos a Copa Intercontinental da Fiba, espécie de Mundial de clubes de basquete.

Flamengo, Austin Spurs-EUA, AEK-GRE e San Lorenzo-ARG vão em busca do título do torneio em uma disputa em apenas três dias e com duelos eliminatórios.

Na Arena Carioca 1, palco da Olimpíada Rio 2016, os cariocas encaram os americanos da G-League da NBA, enquanto os argentinos pegam os gregos.



O Flamengo vai para a competição sem desfalque, com todo o elenco perfeito estado.

É provavel que tenha homenagens aos #nossos10 na sexta-feira, quando o time encara o Austin Spurs na semifinal, na sexta-feira, na Arena Carioca 1. Durante o aquecimento, os jogadores deverão usar camisas com o nome dos meninos da base mortos no incêndio. Antes do confronto será respeitado um minuto de silêncio e o clube aguarda a liberação da Fiba para passar no telão da arena uma homenagem aos atletas. Seria a mesma que os torcedores vão acompanhar no Maracanã, nesta quinta-feira, no Fla x Flu.

O basquete do Flamengo mostrou o tamanho do buraco que ficou com a morte dos jogadores da base. Marquinhos, Olivinha, Varejão, Balbi e Nesbitt, além do técnico Gustavinho, estavam em Franca para o Jogo das Estrelas do NBB. Quando receberam a notícia, se reuniram e decidiram não participar do evento, voltando ao Rio de Janeiro na mesma sexta-feira.

Interdição do CT é justíssima!



Saiu a notícia de que o CT Ninho do Urubu está interditado para crianças e adolescentes. A interdição parcial determinada pela Justiça nesta quarta é válida até que o Flamengo comprove o cumprimento das exigências impostas pelo Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e Prefeitura do Rio para o funcionamento do local. A pena aplicada, em caso de descumprimento, será multa única de R$ 10 milhões para o clube e R$ 1 milhão para o presidente rubro-negro, Rodolfo Landim.

A interdição é justíssima. Aliás,por mim, nem o profissional treinaria no Ninho do Urubu enquanto TODAS as licenças do Ninho saíssem.

Saudações!

Vasco exemplifica que não é só Futebol



Eu já tentei escrever sobre o a tragédia do dia 08/02. Não consegui. Talvez, depois do jogo, eu escreva.

O pior dia da história do Flamengo não vai acabar tão cedo. E nem pode. A gente precisa falar muito sobre isso para que não aconteça de novo e que a gente consiga evoluir em tudo.

Essa evolução precisa ser em termos estruturais, em termos organizacionais e em termos esportivos. A gente não pode passar inerte por uma tragédia dessa. Talvez seja de entender que rivais não são inimigos e que o futebol não é apenas um jogo. 

No nosso pior momento, que o nosso Flamengo virou vidraça e geral pegou uma pedra do chão para atingir àquele que a gente tanto ama, o nosso maior rival vai fazer a maior homenagem solidária que eu vi na vida entre adversários. O Vasco, na semifinal da Taça Guanabara, usará uma bandeira do Flamengo para homenagear os #nossos10.

Tem coisas que eu nunca imaginei da vida. Bandeira do Flamengo no uniforme do Vasco era uma dessas coisas. Se não entenderem dessa vez que o Futebol é muito mais do que um jogo, eu desisto. O futebol é uma força que move o mundo, impulsiona boas atitudes e educa para a vida.

Ao Vasco da Gama, o meu agradecimento eterno. A homenagem aos nossos meninos jamais será esquecida. Está no meu coração pra sempre.

Seja bem-vindo, Isaquias Queiroz!





Ele não é lateral direito mas é uma contratação para bater palmas. O Flamengo contratou o maior nome da história da canoagem brasileira. Ele é o principal nome do projeto "Flamengo Náutico", que tem como objetivo trabalhar com atletas de referência em Remo e em Canoagem, olímpico e paralímpico, visando expressivos resultados internacionais e em Jogos Panamericanos, Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio e de Paris.

O atleta veio reforçar o projeto olímpico rubro-negro. Vale lembrar que na Rio 2016, o canoísta conquistou duas medalhas de pratas e uma de bronze na Lagoa Rodrigo de Freitas.

Isaquias começou a escrever seu nome na história em 2013, no Mundial de Velocidade na Alemanha. Isaquias ficou com o bronze, a primeira medalha do Brasil na história da competição, na categoria C1 500m. No mesmo campeonato, ele trouxe o ouro inédito para o país. Em 2014, repetiu a dose em Moscou com mais uma medalha dourada.

Nos Jogos Pan-Americanos de 2015, conquistou dois ouros e uma prata.

Em agosto de 2018, Isaquias se tornou Tricampeão da prova C1 500m ao vencer em Portugal e conquistar sua oitava medalha em mundiais.

Seja bem-vindo, campeão! Bola dentro do Flamengo!

Com ajuda do site oficial do clube.

Não caia no conto do Arão!



Arão fez um bom jogo contra a Cabofriense. Fez um gol deu assistência para o golaço do Diego mas, desde já, deixa eu te pedir uma coisa: não caia no conto do Arão.

Antes de pedir a continuidade dele no time titular por causa das boas atuações, lembre das vezes que ele se lança ao ataque e deixa o meio de campo aberto. Lembre das coberturas que ele não faz. Lembre da disposição dele para na marcação. Lembrou? Ótimo!

Eu prefiro o Diego como segundo homem de meio de campo mesmo parecendo improvável do que o Arão. Pode até ser o Piris da Motta, ficando ele e o Cuellar no meio de campo.

Vamos estudar possibilidades, usar o Carioca para testá-las mas por favor, não caia no conto do Arão!

Até a próxima!

Fla TV: para ficar ruim, tem que melhorar bem!



Esperei passar o primeiro mês para comentar a transformação da FLATV. O primeiro mês da Fla TV da nova gestão não foi bom e eu estou sendo gente boa pra caramba para não usar um adjetivo.

A empresa que fazia a Fla TV e elevou não só a qualidade de conteúdo como todos os números a valores elogiáveis, foi dispensada. Com a mudança, houve uma queda na quantidade e qualidade de conteúdo e, mesmo com promessas e mais promessas de quadros novos e conteúdos novos, a Fla TV segue ladeira abaixo, principalmente no número de views.

Poderia falar dos vídeos de contratações sendo divulgados antes em perfis de influenciadores do que no canal oficial do clube, das imagens simplórias tanto na apresentação de reforços quanto na escalação do time, da ausência da escalação em vídeo mas o que me incomodou demais foi o vídeo dos bastidores a goleada do Flamengo em cima da Cabofriense. Talvez porque esse quadro era o único que  procurava na antiga Fla TV, mas não dá nem para não comentar a diferença de qualidade entre o que tínhamos antes e temos agora.

Para ficar ruim, tem que melhorar. Para um canal que tinha tudo caminhando redondinho, deixar baixar a qualidade é de uma irresponsabilidade gigantesca. É tempo perdido, é dinheiro jogado fora, é oportunidade no lixo.

Espero que melhore nos próximos meses, assim como esperei nesse primeiro mês. Mas como já disse acima: para ficar ruim, tem que melhorar.

Saudações!