Saída de medalhões e a renovação necessária no Flamengo






Com boa passagem pela Turquia, André Santos estaria de malas prontas para voltar (Alexandre Vidal / Fla Imagem)

Precisou o Flamengo chegar quase ao último lugar de um campeonato disputado por 20 times, passar 45 dias nessa maldita posição para quem manda no clube perceber que o caminho tomado desde o início de 2014 estava levando o Flamengo para qualquer lugar, menos ao caminho que interessa: o da vitória.

Agora que teve a parada da Copa do Mundo e quase a lanterna do campeonato, o vice-presidente resolveu se coçar para sair de um cargo que não estava conseguindo acertar e o clube contratar um profissional para dirigir a pasta mais importante do clube. Embora o Flamengo não seja só futebol, o que seria Flamengo sem o futebol?


A insatisfação do (novo) diretor de futebol Felipe Ximenes com o comportamento do time na derrota de 3 a 0 para o Cruzeiro, a ponto de dar bronca nos jogadores após o jogo, parece ser início da limpeza que esse elenco do Flamengo PRECISA ter.  Chega de jogadores que se acham melhor do que o clube, de que acham que podem derrubar treinador e que não faz o mínimo. Estamos querendo jogadores que ao entrarem em campo, deixem de fingir que estão preocupados com o resultado ou com o adversário e passem a querer ganhar qualquer jogo, qualquer dividida de bola.


Pode ir embora, Felipe. Valeu pelo título do Carioca de 2011 e suas defesas de penalti, suas boas atuações na Copa do Brasil 2013. Flamengo o recuperou para o futebol e, em troca, recebeu boas atuações. As espalmadas para dentro da área, as saídas de gols que prefiro esquecer e as declarações em rede social ou após os títulos ficaram como lição. Por acreditar que o Flamengo precisa de sangue novo no gol, daria tchau para o Paulo Victor também. Contrata um goleiro mais experiente e deixa o Cesar como reserva. Acho pouco provavel a saída do PV. Já a do Felipe, foi claramente poupado para não fazer os jogos que possibilitam a negociação dele. Além disso, o  relacionamento com o técnico Ney Franco já parece ter abalos sérios. Para agravar ainda mais o quadro, parece que o Flamengo está em negociação para repatriar o goleiro Julio Cesar, que vai defender a Seleção Brasileira na Copa do Mundo e vinha atuando pelo Toronto, do Canadá. O jogador está insatisfeito no clube e deseja um retorno ao Brasil.
Estou torcendo para o site turco, que deu a notícia que André Santos jogará a Turquia após a Copa, não tenha dado barrigada. Mas parece que deu.  Ele, que  é alvo da insatisfação da torcida, estaria negociando com o Fernerbahçe para voltar a jogar na Turquia. Junto com ele, poderia ir João Paulo e Digão. Sangue novo, minha gente, estamos precisando de sangue novo.

Além da torcida para site turco, estou torcendo para que a informação de alguns jornalistas que Léo Moura não joga mais pelo Flamengo e que está tão insatisfeito que nem voltou com a faixa de capitão no segundo tempo do jogo contra o Cruzeiro. Léo Moura é ídolo de uma geração, impossível não reconhecer isso. Mas há uns dois, três anos não rende o que um capitão de time tem que render. Gols e mais gols saem do lado direito da defesa do Flamengo, num espaço que não é ocupado por ele. Está na hora de reciclar o Mengão. E, por favor, dêem a faixa de capitão para o Wallace.

Pode colocar na barca o Amaral, que não obedece orientação tática e se acha craque. Coloca também o Luiz Antônio, que desde que voltou ao Flamengo, parece que joga num mundo paralelo. Tão paralelo que custo a acreditar que ele está em campo. Devolvam Elano para o Grêmio, com a conta do uso do departamento médico que ele frequentou mais do que entrou em campo.



Talvez seja uma chance única que o Flamengo tem na mão. Citei os que vem jogando mais, mas é claro que, se fosse falar um por um, teria mais gente nessa barca. O Flamengo não tem que fazer uma renovação porque quer. É porque precisa. É NECESSIDADE! Flamengo não subirá na tabela após Copa do Mundo se continuarem os mesmos jogadores, depois de tanta notícia ruim e geral chutando, como se fosse cachorro morto. É VP falando do time em Rede Social, é VP se despedindo do cargo falando que da forma como o time vem jogando, é diretor falando, claramente, que há jogador não se esforçando tanto quanto deve. O time está "machucado" E time machucado não rende. Não vão tirar o Flamengo da posição de onde está. Troquem esses caras.  Está sem grana? Vai ao mercado fazer troca-troca de jogadores. Perde aqui, ganha ali e renova esse grupo que, apesar de ter sido campeão três vezes (ou duas, se você não considerar Taça Guanabara) nos últimos seis meses, está desgastado.

A saída de medalhões é necessária pelo que estão jogando e pelo custo deles dentro da folha salarial do clube. A saída permitirá o direcionamento da grana para novos jogadores. Pelo mesmo motivo, a manutenção do sócio-torcedor é importantíssimo nesse processo. Se você é ST, daqueles que fez o ST para ajudar o clube, não cancela. Mantenha a sua ajuda porque ela é importante para que o Flamengo seja cada vez mais forte.

Tenho esperança que teremos novos ares no clube. Novos ares que nos levem para caminhos menos difíceis e que passemos a pressionar nossos adversários e não ser pressionados por eles.




Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.