30 de junho de 2022

Foi sofrido mas a vitória veio!


>







Durante algum tempo, a gente entrava numa oitavas de final da Libertadores quase que eliminados. Aliás, durante alguns anos, não conseguimos nem classificação para as oitavas, fase da competição que estamos.

O jogo do Flamengo nas oitavas de final contra o Tolima, da Colômbia, foi longe de ser uma boa atuação. O time não jogou bem, de uma maneira geral, poucos jogadores se destacaram e mais uma vez o Andreas foi decisivo num jogo de Libertadores. Dessa vez, a nosso favor.

O fato é que quando temos como melhores em campo o nosso goleiro Santos e um dos zagueiros, o Léo Pereira, alguma coisa não fluiu. Se pegarmos o fato de que poderíamos ter saído com um placar melhor, com chances sendo perdidas principalmente no final do jogo, a preocupação com o desempenho é válida, mesmo com a vitória fora de casa nas oitavas de final da Libertadores.

Sem dúvida, o resultado foi importante. Libertadores nessa fase se ganha. Não adianta jogar bem e empatar ou perder. Porém, como sabemos que o time pode render mais, fica sempre a cobrança de bom desempenho. Tivemos jogadores em campo que não apresentaram bom desempenho e atrapalharam o andamento do time em vários momentos.

Independente do nome, até porque tem muito ódio em cima da turma de 85 e não é só eles que estão mal, espero que eles só estejam jogando porque o técnico não teve tempo para treinos e modificações mais profundas na equipe. A gente sabe que os mais velhos, os mais experientes são usados em momentos de contenção, que o time precisa deixar o tempo passar e acertar alguns aspectos, e parece que é isso que o Dorival está fazendo.  É uma estratégia antiga e que costuma dar certo a curto prazo. É melhor colocar mais experientes em campo do que um monte de garoto para momentos difíceis, numa fase que não é boa. É um expediente usado e não é só no futebol.

O Santos fez grandes defesas e o placar do jogo poderia ter sido diferente. O que o Léo Pereira jogou, principalmente no terço final do jogo foi de se elogiar. David Luiz também fez uma boa parte, assim como o Andreas.  Rodinei também foi muito bem.

Ainda espero mais do Thiago Maia, do próprio Filipe Luis, que está um passo atrás da questão física, do Gabriel , que sem BH não é o mesmo e do Arrascaeta, que não teve uma boa atuação, de novo.

Os outros jogaram mal como sempre vem acontecendo. Não sei se banco é o destino certo de um Everton Ribeiro  mas performance para ir à Copa do Mundo não está tendo e faz tempo. Já com o Diego, tenho certeza que o destino dele é o banco mesmo. É uma pena ver a camisa 10 do Flamengo sem estar em campo mas é isso que temos: o 10 do Flamengo é banco e olhe lá.

Tem o jogo de volta no Maracanã e o Tolima é um time difícil de se enfrentar quando ele joga fora de casa. FÉ NO CRF que isso aqui é Flamengo e faremos uma partida para nos classificar. Mais do que um show de bola, é de vitória que precisamos, seja ela como for.

Saudações!



Espero que você tenha gostado desse texto! Segue no Instagram!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Postagens mais visitadas

Todos os posts deste blog