A vida dos 'menos alguns' anda difícil









Nada, absolutamente nada me dá mais prazer do que ser Flamengo. Poderia dizer que a Educação Física me preenche, poderia dizer que adoro ser fisioterapeuta, filha, amiga, irmã mas continuaria com a certeza de que nada me dá mais prazer do que portar o CRF no peito e colocar como referência além do meu nome e sobrenome, a alcunha de Flamenguista.

Sei bem que todos, menos alguns me entendem. Sei bem que todos menos alguns compreendem que, quando a gente fala que é o Flamengo é o que movimenta o futebol, não somos arrogantes. A arrogância do Flamenguista não vêm daí.  Mas o despeito nos menos alguns vem. E ele está mais forte do que nunca.

Esse despeito está presente na entrevista de técnico que não jogou contra o Flamengo, na entrevista de técnico que ainda vai jogar, na opinião imparcial de jornalista esportivo, no deboche em rede social em cima de brincadeira de torcida e está, obviamente, na boca de torcedores rivais que elevam o Flamengo para um patamar que outros times jamais irão chegar. Vai por mim.

É um tal de reclamar de regra do jogo, presidente de adversário falar microfones fazendo pressão em cima de cicrano e beltrano, sem, jamais, fazer uma autocrítica decente o que está acontecendo. E olha que nem vou citar os colegas jornalistas que chegaram ao ponto de debochar de brincadeira de torcida e se fazer de vítima quando não aguentam as respostas de opiniões suspeitas. E diretor de futebol falando depois de derrota?

Sei bem que a vida dos menos alguns está difícil. Houve uma época que a minha estava difícil mas eu não deixei de curtir o Flamengo, mesmo que tenha passando um campeonato brasileiro INTEIRO sem terem marcado pênalti para o Flamengo e ter aturado árbitro afinando para dono da casa em jogo importante.

Tenho dois recados para finalizar.

1 - Aos menos alguns: calma, relaxa que essa fase se você não se adaptar ao Flamengo centro de tudo vai demorar a passar e você vai sofrer.

2 - Aos que tem orgulho da alcunha Flamenguista como eu: seguimos juntos. Se é contra tudo e contra todos, eu não sei. Só sei que os menos alguns ainda vão dar uma sofrida boa com o gigantismo do Flamengo. Cabe a gente fomentar isso.

#VamosFlamengo



Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.