6 observações após o jogo contra o Vasco



É claro que os 6 itens abaixo não foram percebidos depois de uma boa atuação do time do Flamengo. Porém, não dá para negar que, quando a gente vem de atuações ruins e outra boa, começa a querer mudanças para que as atuação ruim vá para o singular e a atuação boa vai para o plural.

O time do Flamengo pode ter um rendimento melhor do que vinha tendo, há jogadores para isso embora a gente saiba que precisa-se de um zagueiro ou até mesmo que o Muricy deveria usar mais as substituições nos jogos, acho que, aos poucos, o time vai tendo um rendimento maior.

Vamos aos 6 itens:

1 - O Emerson não pode ser titular desse time com o Alan Patrick no banco. Embora seja posição diferentes e haja, sim, uma disposição do Emerson em campo, ele não vem tendo boas atuações.  E não estou falando só de quão fominha ele está. Além da retenção da bola, a qualidade do passe final não está boa: está péssima.

2 - Ederson tem que jogar no ataque. Acredito que com a recuperação do Mancuello e a vinda do Alan Patrick para o time titular, o jogo do Ederson irá melhorar muito. E o Guerrero terá um atacante que passará a bola para ele.

3 - Paulo Victor tem que parar de refugar as bolas cruzadas na área. Embora haja falhas dos zagueiros que não dá para perdoar, ter um goleiro que ameaça ir na bola e não vai, deixa qualquer zagueiro inseguro e indeciso na marcação.


4 - Jorge precisa de um concorrente para a posição dele. O garoto está acomodado.


5 - Juan, Arão e Rodinei são as grandes surpresas desse inicio de ano, com atuações para se bater palmas.


6 - Com um cartão amarelo no inicio do jogo e com uma falta que merecia expulsão, Márcio Araujo não pode ser, NUNCA, a primeira opção na falta de um titular.

É isso. Você teve alguma observação legal além dessas?  Comenta aí!

Atuação boa com empate ruim!




Embora não dê para comemorar empate com o nosso maior freguês, gostei do time do Flamengo em campo ontem. Se o empate não diz o que foi o time nos 90 minutos, pelo menos tivemos a disposição em campo, sem desculpa de cansaço nem de viagens.  Olhando a tabela do campeonato e a chance da vitória, o empate foi ruim. Mas a atuação foi boa. Contraditório, mas é isso!

Mandando na maior parte do jogo e perdendo gols inacreditáveis, não sair com a vitória contra o Vasco fez muito rubro-negro ir dormir injuriado. Sei como é. É igual o padeiro quando perde aquela freguesa que sempre compra bastante, só dá alegrias, para o padeiro do lado. Embora a gente saiba que freguês bom é freguês satisfeito, sempre fica o lamento de não ter colocado o freguês no seu devido lugar.

A atuação dos jogadores do Flamengo foi, de uma maneira geral, boa. Não dá para negar que o Márcio Araujo me dá calafrios a cada vez que entra em campo e ontem com aquele cartão amarelo, me fez reclamar do Muricy. O número 8 não foi expulso porque o juiz não quis, assim como os pênaltis não marcados em cima do Guerrero.

Está cada vez mais claro que o Emerson não vai ser titular nesse time e que o Ederson pode ser transformar num atacante ao lado do Guerrero e não jogar mais como meia. Gabriel dá um poder de marcação melhor do que o Cirino no meio de campo do Flamengo e o Juan... Juan é um caso a parte porque vem jogando tão bem na zaga que já é para elogios e querer que ele seja o capitão do time.

Nosso próximo adversário é  Botafogo, no sábado, em jogo válido pelo Carioca. Com o empate, ficamos numa situação incomoda no grupo para a classificação para as semifinais do campeonato. A vitória é urgente.

Saudações! 


10 imagens de Flamengo 1 x 1 Vasco - Carioca 2016


O Flamengo empatou com o Vasco num jogo que foi muito bem. O jogo em Brasília, terminou 1x1

Veja 10 imagens da partida. As imagens são do Gilvan de Souza, do Flamengo.











Assista os dois gols perdidos de forma inacreditável contra o Vasco



O jogo contra o Vasco, pelo Carioca 2016 em Brasília foi bem movimentado. Tão movimentado que o Flamengo perdeu algumas chances para liquidar o jogo. Duas dessas chances foram inacreditáveis.

Assista os videos:

O primeiro deles foi com o Guerrero, que não conseguiu marcar em duas oportunidades.




Já a segunda oportunidade, perdida por Guerrero e Willian Arão, aos 45 do segundo tempo, fez muito rubronegro lamentar até agora.

Que o Flamengo saia da zona de conforto!


http://extra.globo.com/incoming/18976260-3af-64f/w640h360-PROP/flamengo-embarque-2.jpg

Mais um clássico pela frente para o Flamengo. Jogando em Brasília, vindo de resultados ruins, o time entra em campo pressionado, precisando da vitória e de uma boa atuação. A partida contra o Vasco não chega a ser um divisor de águas para o ano do Flamengo mas é preciso que se evolua, dentro de campo.

Embora acredite que a boa parte da queda de rendimento está associada a falta de treinamento por causa dos jogos em excesso, não dá para absolver o técnico e sua comissão da ineficiência e a permanência de alguns em campo. Ainda mais da forma como vem jogando.

Não vou entrar no mérito das histórias que estão rolando entre Sheik e o grupo até mesmo porque isso não acrescenta nada em campo para o Flamengo. Pelo contrário: só prejudica.

O fato é que um Flamengo cansado, de novo, talvez por falta de tato do treinador de ter usado time titular em jogos menos importantes, entrará em campo. E time do Flamengo que entra em campo a gente apoia. Apoia cobrando, mas apoia.


A posição do Flamengo no Carioca não é confortável. A posição em relação ao Vasco também não é confortável. O que espero é que o time do Flamengo saia da Zona de Conforto para mudar a energia que vem rondando nos últimos jogos. Se já é inadmissível desempenho ruim, imagina o desempenho ruim associado a derrotas inacreditáveis.

Vai pra cima deles e traz a vitória de Brasília, Mengão!!!!

Nota oficial: Eu repudio a situação do Flamengo

Nota oficial: Eu repudio a situação do Flamengo
http://s2.glbimg.com/MI2wncbW40HQHFkgBvHtLeDjaSU=/620x470/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2013/10/11/crfteaserfour1410.jpg

Nos últimos anos, o Flamengo vem se transformando num sucesso financeiro e um fracasso dentro de campo. Fazendo com que a sua torcida vire motivo de chacota, sendo desrespeitada, esnobada por alguns que hoje vestem o MANTO e que dirigem o clube.

Repudiamos jogadores que ficam felizes com a eliminação de uma competição, na qual o clube se expôs, lutou e colocou como prioridade no calendário do primeiro semestre.

Repudiamos o departamento de futebol que não tem peito para cobrar jogador.

Repudiamos jogadores que não honram o MANTO.

Repudiamos a falta de respeito à hierarquia.

Repudiamos a diretoria não tomar nenhuma atitude quanto a este tipo de postura.

Repudiamos sermos chamados de FRAMENGO.

Repudiamos a falta de reforços de primeira linha.

Repudiamos a falta de patrocínio.

Repudiamos a falta de um estádio para jogar.

Repudiamos as atuações medíocres.

Repudiamos as campanhas pífias no campeonato brasileiro.

Repudiamos a freguesia nos últimos jogos contra times minúsculos de serie B.

Repudiamos a derrota vexatória com um jogador a mais.

Repudiamos a forma desorganizada como o time vem jogando.

Repudiamos, repudiamos, REPUDIAMOS!

Diretoria e jogadores de verdade, têm vergonha na cara, não assistem passivamente o clube ser achincalhado, ver o seu maior patrimônio que é o torcedor ser tratado como um nada.

Este, certamente, não é o momento mais complicado pelo qual o Flamengo passa em sua história. Mas sempre que foi preciso superação, o verdadeiro dirigente e jogador, estavam ao lado da torcida.

Soluções são aceitáveis, mas em local apropriado.


Texto gentilmente enviado pelo Fla TTretas

Fla Basquete vence a terceira seguida no NBB

Fla Basquete vence a terceira seguida no NBB
Marquinhos Flamengo x Minas NBB Basquete (Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

A maratona do Fla Basquete está acabando. Dos 4 jogos em 7 dias, só falta mais um jogo. E até agora tivemos 3 vitórias. A terceira foi contra o Minas Tenis Clube, por 76 a 65 (37 a 34) foi a 22ª da equipe na competição. Ainda bem que o Flamengo encontrou o rumo das vitórias no NBB.

Marcelinho, no segundo tempo, e Jerome Meyinsse, o mais regular, foram os destaques pelo lado carioca. O americano anotou um duplo-duplo de 16 pontos e 11 rebotes. O veterano ala marcou 14 pontos. Rafael Mineiro, com 10 pontos, e Olivinha, com oito rebotes, tiveram seus momentos de bom basquete.

O resultado definiu a 10ª posição dos mineiros nos playoffs. Na próxima terça-feira, o Flamengo vai até o interior do Rio de Janeiro pegar o lanterna e eliminado Macaé.

Siga no Twitter: @FlaBasquetePP

Vamos deixar de ser insano, Mengão!

Vamos deixar de ser insano, Mengão!
http://41.media.tumblr.com/bb051a3958ee5a444a8925bc4e328b22/tumblr_nwqinvSUeW1tsg9t2o1_500.jpg

Dizem que a frase acima não é de Alberto Einstein mas poderia ser atribuída a maioria dos rubro-negros que veem, jogo após jogo, o time do Flamengo. O mulambo que acompanha o time sabe qual o erro no passado e que esse erro está sendo repetido. Sabe aquela coisa que só não vê quem não quer? Resta saber o porquê da cegueira.

Independente de citar nominalmente esse ou aquele jogador, vamos combinar que os problemas do time do Flamengo começam antes de entrar em campo. Poderia bater no capitão, nos jogadores blasé que estão batendo o ponto no clube ou até mesmo no diretor de futebol que acompanha numa parcimônia incrível o que acontece dentro e fora de campo. Mas vou poupar vocês. E, claro, me poupar.

A verdade é que, enquanto o Flamengo não mudar a energia, estaremos sempre nessa ciranda que não tem fim. Uma ciranda que não dá trégua. Uma ciranda que pode até mudar quem a roda ou até que participa dela mas que não vai parar. O Flamengo até teve a chance de diminuir essa ciranda e pará-la mas parece que o técnico-escudo que arrumaram não foi capaz. Ainda.

Ainda porque acredito que há tempo e chance para a mudança. Seja de esquema tático, seja de jogadores em campo, seja de mentalidade. Embora a mudança do ultimo item seja MUITO difícil, eu acredito. Se eu não acreditasse, não acompanhava o Mengão jogo após jogo.

Só não dá para continuar fazendo a mesma coisa e achar que o resultado vai ser diferente. Só não dá para tentar enganar a torcida e trazer a tona desculpas para o péssimo desempenho em campo. Cansaço faz, realmente, o desempenho do time cair. Mas a distância entre um desempenho que um time cansado tem e o que o Flamengo anda apresentando é ENORME!

A derrota contra o Volta Redonda foi tão vexatória quanto a contra o Confiança. E não tem nada a ver com eles. Te a ver com a gente. Tem a ver com o desempenho vexatório que o Flamengo teve. Se não mudou filosofia, se o capitão do time continua o mesmo, se o atacante fominha continua o mesmo, se o meio de campo continua preguiçoso, se o zagueiro continua pedindo impedimento em todo lance, como é que o Flamengo quer ter resultados melhores do que o ano passado?

Já passou da hora de deixar de ser insano e encarar uma mudança definitiva para a melhora do futebol do Flamengo. Ou então admitir que o ano que será espetacular é o de 2017. Até chegarmos em 2017 e falarem que o ano será 2018. E assim por diante.

Saudações!

Olivinha faz 22 pontos e Fla Basquete reencontra a vitória

Olivinha faz 22 pontos e Fla Basquete reencontra a vitória
São José Basquete Flamengo NBB Lineu de Moura TR (Foto: Danilo Sardinha/GloboEsporte.com)

Depois de três derrotas seguidas, o Fla Basquete reencontrou o caminho de vitórias e ainda de quebra se classificou antecipadamente para a fase final do NBB 8.

O jogo contra o São José, na casa deles, terminou 88 a 80 (43 a 43), teve uma boa atuação do ala-pivô Olivinha. O camisa 16 anotou 22 pontos no jogo e foi o principal pontuador da equipe. JP Batista também foi importante para a vitória. O atleta deixou a quadra com um duplo-duplo (16 pontos e 11 rebotes) e 27 de eficiência.

O próximo jogo do Flamengo é amanhã, no ginásio Hugo Ramos, em Mogi das Cruzes, o Flamengo encara o Mogi das Cruzes, com transmissão ao vivo do SporTV

Melhores momentos: Flamengo 0 x 1 Atlético PR - Copa Sul Minas Rio



Pelos melhores momentos, dá para se ter uma noção de como um jogo foi. O Flamengo criou chances de gol mas não fez. E num lance de rara felicidade, o Atlético PR fez o gol e passou para as finais da Copa Sul Minas Rio.

Assista os melhores momentos do jogo:


O ranço de 2015 que não nos larga




Será que tem lógica o Flamengo entrar em campo numa semifinal de um campeonato que ele tanto brigou para acontecer com jogadores titulares poupados? E isso independe do fato de achar que Everton e Gabriel cumprem o papel em campo melhor do que Emerson e Cirino, porque eu acho que eles cumprem. Sou contraditória? O planejamento do Flamengo também é. Estamos quites.

"Poupando" Emerson, Cirino e Ederson e sem Rodinei, Guerrero e Cuellar, o Flamengo perdeu por 1x0 para o Atlético Paranaense e não vai as finais da Copa Sul Minas Rio.

Se o jogo fosse até os 25 minutos do primeiro tempo, a nota das atuações seriam altas. Time correndo atrás da bola, tentando manter a coerência num esquema que não vem dando certo, o Flamengo teve uma boa atuação. Porém, o final do primeiro tempo e o segundo tempo foi como voltar a 2015. Time sem posicionamento,jogadores como o Sheik querendo resolver sozinho e uma ótima atuação do Paulo Victor pontuaram um time que a torcida de Juiz de Fora, que fez uma linda festa, não merecia ver em campo.

Vamos as notas das atuações dos jogadores:



A insistência do Muricy com um esquema que tem dois jogadores (Emerson e Cirino) que não estão jogando NADA anda me irritando. Nesse período de desequilíbrio, é muito melhor ter um meio de campo mais combativo e um ataque com dois jogadores do que ter esses "pontas" que não estão desempenhando uma boa função. Não acredito que o Muricy vai morrer abraçado num esquema que não deu certo com os últimos treinadores que passaram pelo Flamengo.

Sabe 2015? A sensação que eu tenho é que, num jogo como o de ontem, ele ainda não acabou no Flamengo. Mas agora, temos o lenga-lenga do cansaço. Acredito que o time esteja cansado. As muitas viagens cansam e enchem o saco. Mas não dá para usar sempre quando perde. Os jogadores não falam mais do desempenho em campo, falam do cansaço.

Para terminar esse post pós-jogo que eu estou evitando não criticar todo mundo, não dá para jogar, sempre a culpa no cansaço. Ainda mais quando um jogador comemora ser eliminado porque é menos uma competição para disputar. Esse ranço de 2015 só vai sair do Flamengo quando jogadores medíocres que tem esse tipo de pensamento saírem do Flamengo. Com essa raça dentro de campo, não há projeto vencedor nem técnico multicampeão que dê jeito.

Saudações

Vai começar uma maratona para o Fla Basquete

Vai começar uma maratona para o Fla Basquete
Jogadores do Flamengo querem esquecer a derrota para Bauru pela Liga das Américas e focar no NBB (Foto: Brito Júnior/Divulgação)

Respira, Fla Basquete, que a maratona vai começar. Maratona de jogos, maratona de cobrança depois de resultados ruins e, é claro, maratona da torcida para acompanhar o Orgulho da Nação. Afinal de contas, serão 4 jogos em 7 dias: São José hoje, quarta-feira, o Mogi das Cruzes, na sexta-feira, fora de casa, o Minas Tênis, no domingo, no ginásio do Tijuca, e o Macaé, na próxima terça, no interior do Rio de Janeiro. Ufa, haja pernas!

O jogo contra o São José será no ginásio Lineu de Moura, em São José dos Campos, no Vale do Paraíba, interior de São Paulo. A diretoria deles armaram ma promoção para venda de ingressos para o confronto. Pagará meia-entrada quem for à bilheteria vestindo uma camiseta do São José Basquete ou dar torcidas organizadas do clube (Pânico e Sexto Elemento). Os ingressos custam R$ 20 (R$ 10 meia entrada.

O Flamengo está em primeiro lugar na tabela do NBB 8. Porém, precisa de bons resultados para a confiança voltar. Confiança dos jogadores e da torcida.

Vai pra cima deles, Fla Basquete!

Noite rubro-negra em Juiz de Fora!



Noite rubro-negra em Juiz de Fora. Não é nenhum time novo da cidade. É apenas a semifinal da Copa Sul Minas Rio, da Primeira Liga. O rubro-negro carioca e o rubro-negro paranaense se enfrentam para ver quem é que irá as finais da Copa que movimentou o futebol brasileiro nesse inicio de ano.

O Mengão vem de atuações ruins. A derrota da Copa do Brasil e o empate no clássico do Carioca deve ter acendido o sinal de alerta no Fla. O cansaço ficou evidente, principalmente no segundo tempo no jogo contra o Fluminense. Portanto, o time vai ter vencer o cansaço para ir à final da Copa Sul Minas Rio.

Time esse que terá os desfalques do Guerrero e do Cuellar, que estão em suas respectivas seleções para as Eliminatórias da Copa. Vem de novo com os três atacantes e Marcio Araujo no time titular. Veja a escalação:



A grande esperança de gol é o Felipe Vizeu. O que eu desejo é que o Emerson passe a bola, que o Cirino não se enrole nas jogadas e que o Wallace siga o padrão do Juan. Estou pedindo muito?

Vai pra cima deles, Mengooooo!

Conheça o projeto do livro "2001: uma odisseia rubro-negra"

Conheça o projeto do livro "2001: uma odisseia rubro-negra"

O Livro "2001 - Uma Odisseia Rubro-Negra", que está sendo escrito pelos jornalistas Claudio Portella e Roberto Assaf, vai ser lançado em comemoração aos 15 anos da conquista do Tricampeonato Carioca sobre o Vasco.

A obra retrata uma das conquistas mais marcantes da história do Flamengo e a participação da Nação Rubro-Negra é fundamental para o sucesso do projeto.

Por isso, esta campanha tem como objetivo aproximar o torcedor, que poderá contribuir diretamente para que este título seja eternizado nas páginas de "2001 - Uma Odisseia Rubro-Negra".

NÃO PERCA a chance de fazer parte deste registro histórico! Saiba aqui para saber como ajudar o projeto

Flavia Saraiva fecha com o Flamengo

Flavia Saraiva fecha com o Flamengo

http://f.i.uol.com.br/fotografia/2015/04/30/507627-970x600-1.jpeg

Sabe aquela coisa que o esporte olimpíco do Flamengo ia acabar? Pois é, não acabou. E acabou de se reforçar com uma atleta olimpica. Após meses de conversas e negociações, a ginasta Flavia Saraiva resolveu transformar o namoro em casamento. Aceitou a proposta para fazer parte da equipe rubro-negra e será apresentada na tarde desta terça-feira na Gávea.

Aos 16 anos, ela se junta a um time que conta com Jade Barbosa, Rebeca Andrade, Letícia Costa, Maria Cecília Oliveira, Thauany Araújo, Julie Kim e Milena Theodoro. Flavinha chega já com chance de ganhar uma placa na parede do ginásio, assim como Jade, os Hypolito, Sergio Sasaki, Luisa Parente e mais outros quatro ginastas que representaram o clube em Mundiais e em Olimpíadas. Ela espera virar olímpica este ano. O xodó do esporte nacional  conquistou dois bronzes no Pan de Toronto. Em 2014, ficou com um ouro e uma prata nos Jogos Olímpicos da Juventude de Nanquim.

A última chance de classificar a equipe brasileira para os Jogos do Rio será durante o evento-teste, em abril, quando os últimos quatro lugares estarão em disputa. Caso o Brasil não consiga a vaga, apenas uma atleta representará o país.
Seja bem-vinda, Flavia!

Festa no Pacaembu? 99% a Nação colabora mas aquele 1% do time...


O FlaxFlu no Pacaembu prometia um bom jogo. Estádio fora do Rio cheio, times precisando da vitória, Flamengo precisando apagar a péssima impressão do último jogo e Fluminense com técnico novo eram apenas um dos itens que eu poderia colocar para acreditar no bom jogo. Pois bem, nenhum desses motivos 'vingaram' e tivemos um jogo ruim em São Paulo. O empate, além de justo, foi o retrato de um jogo pobre, sem tesão e que nenhum dos dois times se esforçaram para ganhar.  A Nação faz a sua parte mas o time...

Como já estamos no final de março já dá para perceber que a insistência do Sheik e no Cirino no ataque do Flamengo vai acabando com a paciência do torcedor. Sheik fominha e Cirino atrapalhado é tudo que um time que está procurando se formar não precisa. Há vários jogos vem sendo assim. Sem a continuidade no ataque,  é impossível desenvolver um bom jogo.  Acha que estou exagerando? Quantas vezes os laterais do Flamengo passaram para a linha de fundo para receber a bola e não receberam de volta? Quantos passes errados o Sheik deu ou quantas bolas o Cirino perdeu? Não há time que se sustente com tantos erros. O resultado disso compromete todo o time. Ou você acha que passe errado na intermediária de ataque não pega Arão e Cuellar de surpresa, fora de posição de defesa?  Foi assim o primeiro tempo todo!

Já na volta do segundo tempo, era nítido que o Flamengo estava morto em campo e, desta vez, por enquanto, vou isentar a preparação física. Vou considerar o calor, as viagens e o campo grande como culpado disso sem esquecer, claro, que o nosso técnico tem que começar a poupar jogadores ou usar as substituições que tem direito.  Não dá para usar essa "desculpa" de viagem e bla bla bla o tempo todo. Os caras são profissionais.

Alguns jogadores foram bem hoje, mas o melhor em campo foi o zagueiro Juan. Os piores foram Emerson e Cirino. Vamos as notas do jogo de hoje


Nosso próximo jogo é contra o Atlético Paranaense, pelas semifinais da Copa da Primeira Liga ou Copa Sul Minas Rio. Mais uma viagem, mais um jogo no meio de semana. Será que dessa vez teremos uma mescla de jogadores titulares/reservas em campo?

No Carioca, temos uma vitória e um empate na segunda fase, a Taça Guanabara.

Saudações!

Sei que não existe, história de amor mais bonita!


http://2.bp.blogspot.com/_fGmi9qC2k9M/TT8ftW3jGWI/AAAAAAAAACw/C1-XE7zeN9c/s1600/GEDC1803.JPG

Aonde esses caras estão com a cabeça? Colocar um clássico do campeonato carioca num estádio como o Pacaembu, que nem está sendo usado pelos clubes paulistas. Eu, hein! Já não basta ter que aturar públicos de jogos do Carioca com menos de 5000 pessoas, agora tenho que assistir clássico carioca em São Paulo. Esse dirigentes que inventam essas coisas...!

Não, péra! Péra MESMO!

Sabe aquela coisa de "sei que não existe, história de amor mais bonita"? A cada declaração de amor que a torcida faz para o Flamengo, me convenço que essa parte de uma musica adaptada que fala do Flamengo é uma das mais felizes já feitas.



Qual foi a última declaração da Nação para o Mais Querido? Encher um estádio em São Paulo, num clássico carioca onde o adversário ainda não comprou 10% dos ingressos que tem direito. E eu não estou falando de público de 5000 pessoas. Eu estou comemorando os inacreditáveis 23 mil ingressos vendidos um dia antes do clássico. Eu estou falando de um número de ingressos vendidos maior do que o publico do clássico paulista, no último fim de semana.

Há quem ainda não acredite mas a Nação é o principal trem pagador do futebol brasileiro atualmente. Não há time que coloque mais gente em estádios brasileiros do que o Flamengo.

"A gente junto, vamos meu Mengão. Parte pra cima deles, Raça, amor e paixão!"

Obrigada, Gaúcho!

http://s02.video.glbimg.com/x720/2043241.jpg

Há notícias de falecimento que chegam até você e você tem uma imagem da pessoa. Quando eu soube do falecimento do Gaúcho, artilheiro do Primeiro Penta, a imagem que veio foi o gol na final da final de 92, no Maracanã contra o Botafogo.

Aquele terceiro gol, no final do primeiro tempo, numa cabeçada tão característica deu a tranquilidade que o Flamengo precisava para ter uma grande vantagem para o segundo jogo. No título de 92, o Gaucho foi peça fundamental, assim como já tinha sido importante no Carioca de 91.

https://flamengoalternativo.files.wordpress.com/2015/11/gac3bacho-bahia.jpg?w=300&h=271

Gaúcho foi um 9 clássico, daqueles que o Flamengo só é campeão quando tem um.  Nunca vi o Flamengo ser campeão sem um 9 clássico. E o Gaucho, sendo um dos mais competentes cabeceadores que eu vi jogar, foi MUITO ÍDOLO. Campeão, artilheiro e honrava o Manto.

A história do Flamengo é feita de jogadores como o Gaucho. Jogadores para a gente se orgulhar, enaltecer, agradecer e lamentar, quando ele nos deixa.

O ídolo faleceu em virtude de complicações de um cancer, aos 52 anos,  em São Paulo. Descansa em paz, artilheiro!






Dá-lhe (des)confiança!

Emerson Confiança x Flamengo (Foto: JORGE HENRIQUE/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO)
O cenário era perfeito. A torcida fez uma linda festa, o estádio estava longe de ser acanhado, o time adversário não tem divisão, vinha de uma péssima campanha no campeonato que disputa e teve um jogador expulso logo no inicio do jogo. E, ainda assim, o Flamengo conseguiu perder o jogo. Com um gol no segundo tempo, o Confiança ganhou e tem a vantagem do empate no segundo jogo no confronto pela Copa do Brasil. E a confiança no time do Flamengo, fica como?

Tirando um período no primeiro tempo que o Flamengo assustou o goleiro do Confiança, a atuação fo time foi algo a se lamentar. A nulidade do Cirino, o Emerson perdido em campo e a assustadora performance do Jorge é para acender a luz vermelha de aviso no Flamengo.  Além disso, não há mais segurança com o PV no gol. Aquele chute do gol do confiança dava para defender, foi no meio do gol.

Acredito que fui bem legal nas notas das atuações. Se tivesse feito após o jogo, elas poderiam ter sidi piores:


O Flamengo esteve muito mal. Não jogou nada e a derrota não foi absurda, pelo que foi o jogo. Não dá para continuar insistindo num Cirino nulo, num Emerson fominha. É preciso acordar o Jorge. É necessário observar, ainda mais, a atuação do Paulo Victor.

Nosso próximo adversário é o Fluminense, pelo Carioca. O jogo será em São Paulo, no Pacaembu. Espero que haja um sacode para que o time pare de perder gols e consiga desenvolver um jogo decente. Isso não aconteceu contra o Confiança.

Saudações!

Dia de festa com jogo a vera



"Onde estiver, estarei."

levando esse lema mais a serio do que nunca, o Flamengo vai até Aracaju para, nos braços da Nação, estrear na Copa do Brasil. O adversário, o Confiança, tem como único objetivo levar o confronto para o segundo jogo. Se o Flamengo ganhar com diferença de 2 ou mais gols, não há segundo jogo.

Para evitar esse segundo jogo e liquidar o confronto, o técnico Muricy Ramalho levou os titulares para Aracaju, que recebeu o time lindamente. A festa, porém, deve ficar nas arquibancadas. Dentro de campo, quero correria e seriedade.

O time provável que entrará em campo será:


O time manterá o esquema que vem trazendo bons resultados e espera fazer a festa da Nação alagoana. Nada mais justo. Espero um melhor rendimento do Cirino e que o Emerson deixe de ser fominha. Pode to be?

O jogo será às às 21h45 e será transmitido pelo Sportv2, Espn e, para alguns estados, pela Rede Globo.

Vai pra cima deles, Mengoooooo!

Sabe a recepção em Aracaju? Não me surpreende!

Sabe a recepção em Aracaju? Não me surpreende!

Chegada Flamengo - Aracaju (Foto: Raphael Zarko)

Se tem uma coisa que eu não me impressiono mais é com o poder que o Flamengo tem no Nordeste. De cabo a rabo. Em todos os estados, sempre que chega tem festa. Tem gente esperando. Tem rubro-negro fazendo jus ao "onde estiver, estarei". Tem Dani se emocionando ao falar disso. Tem Dani sorrindo de orgulho da Nação que carrega o time em fase boa ou ruim. Onde ele estiver.

Depois que morei no Nordeste e vivi o dia a dia de uma capital, passei a entender o Flamengo ainda mais. Quando o time não está bem, a quantidade de camisas na rua diminui. Quando o Flamengo está bem, há camisa de todo o tipo: oficial do ano, oficial de outros anos, piratão bem feita, piratão mal feita. Sei que no Rio também tem essa proporção.

Eu me dei conta do poder que o Flamengo tem por aqui quando uma vez fui no Supermercado. Era um domingo e o Flamengo vivia uma fase regular. Nem na draga de 2015, nem na maravilha pós-título. Pois bem! Não eram 10h da manhã do domingo e havia 4 pessoas com o Manto no supermercado que não estava cheio. A quinta pessoa era eu.

Vou repetir: não era domingo de disputa de campeonato, não eram 10h da manhã, não era Rio de Janeiro mas o Flamengo estava ali, presente.

Entendeu por que uma recepção como a que houve em Aracaju me emociona, me faz sorrir mas não me surpreende?

Sabe o Flamengo, que muitos acham que é regional? Esquece. O Flamengo, amigos, é gigante!

A imagem é do Raphael Zarko, do GE! 

O 'carregador de piano' que todo time do Flamengo deveria ter

http://www.flamengo.com.br/site/upload/noticias/fotos/20131102122557_583.jpg

Liminha foi um volante que jogou no Mengão entre 1968 e 1975. Foi o oitavo jogador que mais vezes defendeu o Flamengo com 513 partidas no total.

Chegou no Flamengo como parte da negociação envolvendo o lateral Cardoso. Atuou ao lado de Carlinhos, um dos grandes ídolos da história rubro-negra que era chamado de "violino", e recebeu o apelidado de "carregador de pianos" pelo locutor Waldir Amaral devido ao seu estilo de jogar para o time, com muita dedicação e eficiência no desarme.

https://i.ytimg.com/vi/D8sEMViGyjo/hqdefault.jpg

Além de jogador, foi técnico de times da base e ganhou alguns títulos. Foi técnico do profissional antes da chegada do Valdir Espinosa, em 2006.

Disputou 513 partidas com 250 vitórias, 145 empates e 118 derrotas. Marcou 29 gols.

Liminha faleceu em novembro de 2013

Eliminatórias desfalcarão o Flamengo nos próximos jogos

Eliminatórias desfalcarão o Flamengo nos próximos jogos


As boas atuações do Cuellar vem satisfazendo o torcedor do Flamengo. Seguro, com bom posicionamento e bom passe, ele vem fazendo a diferença no meio de campo do Flamengo. Porém, o jogador irá desfalcar o Flamengo em alguns jogos porque foi convocado para a seleção colombiana para as duas próximas partidas das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. E não é só o Cuellar que desfalcará o Flamengo: o peruano Guerrero também foi convocado.


Eles desfalcarão o Flamengo nos três jogos seguidos ao Fla-Flu, do próximo dia 20, em São Paulo. Não atuarão contra o Atlético-PR, dia 23, pela semifinal da Primeira Liga, e também diante do Volta Redonda (26) e, provavelmente, também no clássico contra o Vasco (30) - pelas terceira e quarta rodadas do Campeonato Carioca.

Com o calendário de clubes apertado e da seleção espaçado, quem perde são os clubes que ficam alguns jogos sem a presença dos seus jogadores.

São desfalques importantes, de dois titulares absolutos. Vamos ver como o time reagirá.

Saudações!

Alan Patrick reaparece e melhora time do Flamengo

Alan Patrick reaparece e melhora time do Flamengo



Com a lesão do Mancuello e com o Ederson podendo ser poupado em alguns jogos, o Alan Patrick voltou a ser uma boa opção para organizar o meio de campo do Flamengo e poder dar bolas para os atacantes em campo.

Alan entrou no segundo tempo e foi bem no jogo contra o Madureira. Depois da sua entrada, o time do Flamengo melhorou de desempenho, mesmo com o campo ruim por causa da chuva que caiu.

Gosto dele. Sei bem que muitas vezes ele parece displicente em campo, some do jogo e que a preguiça parece ser maior do que a vontade de fazer a diferença. Sei que ele já poderia estar fora do Flamengo por causa do episódio envolvendo o Bonde da Stella. Episódio esse que ficará marcado na história dele pelo Flamengo. Mas sei também que jogador que tem um passe vertical como ele está difícil no futebol brasileiro.

Passe vertical é aquele que deixa o companheiro numa situação melhor do que ele. É o passe ao contrário do horizontal, que é o passe para o lado. Alan Patrick, assim como o Mancuello, tem essa característica, que tem andado em falta nos últimos times do Flamengo.

Torço para que o rendimento do Alan aumente e ele consiga desenvolver esse futebol de passes verticais, para frente.

Despedida melancólica da Liga das Américas

Despedida melancólica da Liga das Américas
Mogi X Flamengo Liga das Américas (Foto: Jose Jimenez-Tirado/FIBA Americas)

Não acompanhei a derrota do Flamengo para o Mogi, na disputa do terceiro lugar da Liga das Américas.  Porém, em alguns momentos que assisti o jogo, o mesmo time sem vontade do ultimo quarto contra o Bauru estava em quadra. Times que se comportam assim não tem o meu respeito, independente de quantos títulos tenham vencido ultimamente.

O jogo contra o Mogi terminou 73 a 71 e o Flamengo teve como os maiores pontuadores foram Marquinhos e Meyinsse, com 16 e 13 pontos cada, respectivamente.

Agora é focar no NBB. Na quarta-feira, o Flamengo encara o Brasília, no Rio de Janeiro, às 20h.

O importante foi os 3 pontos!



Começamos com vitória na fase que importa do Carioca 2016. E isso é importante, mesmo que a atuação não tenha sido das melhores. Com a chuva atrapalhando, o Flamengo aproveitou um pênalti bem marcado em cima do Gabriel para vencer o Madureira. Sheik não vacilou e fez  gol da vitória.

O primeiro tempo, com a chuva torrencial que caiu, foi horroroso. A chuva foi tão forte que o jogo chegou a ficar paralisado a pedido do Paulo Victor. O jogo, que estava chato, sem emoção, sem chute a gol, continuou chato depois da paralisação. O Flamengo não chutou a gol e o Madureira não ameaçou nossa defesa.

No segundo tempo, com o campo mais seco, a disposição do time aumentou e tiveram algumas jogadas pelas laterais, principalmente com o Rodinei. Os jogadores se movimentaram mais e num passe primoroso do Cuellar, o Gabriel driblou o zagueiro mas ele o tocou na área. O juiz marcou penalti, convertido pelo Sheik.

O Flamengo poderia ter aumentado o placar do jogo, se tivesse mais carinho no passe final. Mais uma vez, o Muricy morreu com substituições no bolso. Porém, a substituição que fez, o Cirino pelo Alan Patrick, melhorou o time. Com bons passes, o Alan deu uma maior velocidade ao jogo, melhorando o ritmo do Flamengo.

Com três pontos ganhos, o Flamengo volta a campo no próximo dia 20 para enfrentar o Fluminense, no Pacaembu, pela segunda rodada da Taça Guanabara.

As notas das atuações:

Vai começar a fase útil do Carioca 2016


Vai começar a segunda fase do Carioca, depois de uma primeira fase mais inútil do que estádio de 50 mil pessoas para o Botafogo. Nesta segunda fase que classifica os melhores para as semifinais e dará o título de campeão da Taça Guanabara, o Flamengo estreia contra o Madureira, em Volta Redonda.

O Flamengo irá a campo sem Ederson, que será poupado. No lugar dele entrará, provavelmente, o menino Gabriel. Será que é hoje que ele vai queimar minha língua? Veja a escalação: 


Nesta fase, os melhores classificados irão a semifinal. Então, temos que marcar pontos e mais pontos para chegarmos a final desse campeonato importante e bem disputado, com regras legais e que todo mundo entende.

Independente das ironias, vamos fazer bonito em campo, Mengão. Vai pra cima deles!