A saída de Alex Silva e Ibson: folha salarial cada vez enxuta!




http://oglobo.globo.com/in/7955641-867-37e/FT500A/2013032609074.jpg-GID137FN1.1.jpg

Eis que, finalmente, sai a noticia de quem acomapnha o Flamengo já esperava há algum tempo: Ibson  e Alex Silva, dois medalhões do elenco do Flamengo, não fazem mais parte dos planos para 2013.  E acho que um parágrafo para cada um é o suficiente para explicar o porque não os queria no Flamengo.

Eu entendo que o Ibson é formado em casa, que o processo de fritura poderia ter sido mais brando, que tinha que se ter mais respeito. Mas rubro negro como o Ibson, o Flamengo deve pagar aos montes. E entenda essa última frase como quiser. Mas quantas vezes o Flamengo repatriou "bons filhos que a casa tornam" pelo dobro do preço que foram embora, com salário altissimo e o futebol apresentado não correspondeu. Isso não é uma critica ao Ibson. A crítica (em forma de lamentação) é para quem os contratou por esse valor, usando o Flamengo como "beneficiado".  O Ibson é só o exemplo da vez. E um exemplo que, pelo visto, o Flamengo não quer repetir.E, a julgar pelo que nada sendo especulado como "doutrina", não deve repetir.

O Alex Silva nunca disse a que veio. Contratado como zagueiro de seleção brasileira, com um peso enorme, teve mais destaque com o microfone na boca do que com a bola no pé. E apesar da torcida pegar no pé dele pelo que ele disse no fim de 2011, a sua dispensa tem muito a ver com a licença que ele pediu há pouco tempo para o Jorginho. Acho que a decepção pela postura do Alex Silva foi tanta que o Joginho, que tinha colocado-o de capitão, optou pelo custo beenficio e acabou sendo a favor da dispensa. E, nesse caso, o Alex Silva pode espernear, reclamar, mas vacilou. Imagina aí se você tem um aborrecimento no trabalho e pede dispensa para o seu patrão. O que acontecerá? Se não rolar demissão, seu patrão ficará de olho aberto com você. Ou estou exagerando? pois bem, foi isso que aconteceu com o Alex Silva, além do seu desempenho em campo ser péssimo pelo salário que ele ganha.

É público e notório que o Flamengo quer diminuir os altos salários, vindo das gestões passadas.   Foi assim com o Love, com o Léo Moura e Renato Abreu que aceitaram reduzir vencimentos e com a dispensa de alguns joagdores, como esses citados aí em cima. É uma filosofia e os caras que adminsitram o Flamengo estão cumprido o que querem. Ao invés de salários, muitas vezes, irreais e impagáveis, salários mais enxutos. É o ônus que se paga.

Não sei o valor certo, mas acho que o Flamengo poupará uns R$ 700 mil por mês com a saída dos dois. É oxigênio para novas contratações, contratações essas que estamos precisando para ontem.

Enxugar a folha salarial em cima de jogadores que não rendem o esperado é pré-requisito básico para podermos ter um time competitivo com o jogadores que rendam o esperado com o que o Flamengo pode pagar.

A diretoria do Flamengo está no caminho certo. E eu continuo na torcida para que, dos males, sempre venha o menor!



Comente:



Nenhum comentário

Comente, sempre, com educação. Se você é do Twitter, do Facebook ou de outra rede social, deixe o seu contato para que eu possa agradecer.
Ah, não esqueça nunca: UMA VEZ FLAMENGO, SEMPRE FLAMENGO!

Tecnologia do Blogger.